Comigo você pode contar

Posted by Italo Stauffenberg Marcadores: , , ,

♪ ♫  Ao som de "Mesma Luz" por Carol Celico e Cláudia Leitte. ♪ ♫
Conhecemos-nos desde a infância através de alguém comum entre nós. Sou primo de Alessandra que é uma das melhores amigas de Luísa, porém, até certa idade nunca havíamos conversado direito. Cada um seguia sua vida da maneira que queria. Meus pais são separados e moro com meu pai e minha irmã com minha mãe. Eu sempre morei com minhas tias e recentemente resolvi morar com a mãe da minha prima, Alessandra. Nossa família é muito louca! Mas isso é outra história. O fato é que depois que resolvi morar com Alessandra o contato com Luísa se tornou mais freqüente. Eu era um cara perdido. Vivia em festas e fazia as piores loucuras possíveis. Comecei a beber cedo e logo entrei para o mundo das drogas. Perdi minha virgindade cedo (sim, hoje me arrependo muito disso) e namorava muitas meninas (ao mesmo tempo). Até que um belo dia Alessandra começou a ir para a igreja com Luísa. Igreja? Sim, elas iam freqüentemente à igreja. A amizade delas era uma coisa que me fascinava. E depois de sucessivos convites de Luísa e Alessandra resolvi acompanhá-las um dia nessa igreja. Não me considerava um ateu nem católico. Sempre acreditei em Deus, mas esse negócio de freqüentar uma igreja nem de longe me parecia algo que estava em minha “lista de prioridades”.
Convite aceito e fomos. Uma, duas, três, quatro vezes. Sim, fui muitas vezes a igreja com elas. Mas não pensava em “me converter”. Gostava de ir a festas, ouvir as famosas “músicas mundanas” e pegar tudo que é tipo de mulher. Luísa há esse tempo, já se tornara minha confidente. Minha vida, até hoje, não é muito fácil, mas agradeço todos os dias a Deus por tudo que ele tem me dado, principalmente, pela vida de Luísa. Contava todos os meus podres, tudo o que fazia, e todos os problemas. Ela sempre estava lá, a me ouvir e me ajudar. Ela se tornara mais que uma irmã. Sim, tenho uma irmã, como já disse, mas Luísa nem de longe poderia ser comparada a ela.
Certa vez, depois de ir a igreja com Alessandra, fui à uma festa. Era época de carnaval e onde moro as festas de carnaval são comemoradas com blocos de ruas e muita bebida, mulher e outras coisas. Naquele lance de quem pega mais, fui fazer uma das piores besteiras da minha vida. Eu e meus primos (há essa hora, todos bêbados, menos eu) fomos a uma parte da festa onde tinha muitas meninas bonitas e aparentemente solteiras. Eles começaram a flertar com elas e logo apareceram seus devidos namorados. Nós os conhecíamos. O bairro onde moramos é dividido por zonas e eles pertenciam a uma gangue de outra zona diferente da nossa. Logo, isso resultava em uma rixa de territórios. Os caras eram muito ignorantes e estavam dispostos a acabar com nossas vidas. Foram minutos de terror. Garrafadas para um lado, chutes para o outro e nessa confusão saí com o rosto ferido. A camisa sangrou e nessa hora pensei no que estava fazendo da minha vida. Anteriormente, estava na igreja e agora estava correndo sérios riscos de vida. Fui embora, sangrando. Quando cheguei em minha casa tratei de esconder o que havia acontecido para todos na família e por minha sorte a maioria já estava dormindo. Lavei a roupa para não levantar suspeitas.
Só não consegui esconder isso de Luísa. No outro dia, bem cedo, fui a casa dela para lhe contar o ocorrido. Ela, com toda calma e atenção pôs-se a me ouvir e nada disse até eu terminar de falar. Pedi que não contasse o que havia acontecido nem para Alessandra. Depois, com os olhos a chorar, Luísa me abraçou forte e disse-me que não importava o que havia ocorrido. Ela não me abandonaria e nem me denunciaria. Ela pediu que eu parasse de ir a essas festas e que evitasse sair com quem só iria me prejudicar. Logo depois desse dia resolvi mudar. Mudar de vida e pedi a Deus que me ajudasse na minha nova vida. Luísa teve que fazer uma viagem e logo que voltou fui à igreja com ela. Durante o culto algo começou a tocar no fundo do meu coração. O pregador falava do sacrifício de Jesus por mim, por você, por nós. Até que uma hora ouvi alguém dizer-me: - Por você faria isso mil vezes. Senti o perdão de Deus para minha vida naquele momento.  Converti-me ao Senhor Jesus. Hoje, sou outra pessoa e minha vida só serve para honrar e glorificar ao nome de Jesus.
Luísa, hoje, é mais que uma amiga e mais que uma irmã. Não consigo mencionar palavras para descrevê-la. Definitivamente, eu não sei o que faria sem você e sua grandiosa amizade. Foi através de você que conheci o verdadeiro amor Deus e mudei todas as convicções. Te amarei para sempre, Luísa, minha eterna amiga.

"Texto ultra grande mas que foi feito por um único motivo. É minha história pessoal. Foi dessa forma que conheci um grande amigo. Sim, tive que encaixar nossa história entre os personagens centrais da pauta do projeto. É bem verdade que nossa amizade sofre uma grande turbulência mas tudo está nas mãos de Deus. Espero que até o dia 20, Dia do Amigo, eu possa desejá-lo um feliz dia. Abraços."




11 comentários:

  1. Kel ♥

    Linda história!
    Deus é maravilhoso não é? :)
    Beijo :*

  1. Sam

    que história linda, digna de qualquer emoção...Eu, por exemplo, emociono-me com dificuldade mas diante dessa história fiquei encantada *-*
    Beijo :*

  1. Nathy

    Que lindo!!!! Perfeito seu texto, sua história! Deus realmente nos surpreende e nos ama de uma tal forma que manda usa pessoas maravilhosas para nos resgatar. Perfeito!!!

    PS: Como vc coloca o negocinho de música?

    Beijos!

  1. Livi

    Linda história Italo!
    E Musica também!
    Beijo
    :*

  1. Livi

    Linda história Italo!
    E Musica também!
    Beijo
    :*

  1. Lucas Stefano

    Mano,eu quase fui as lágrimas...sério mesmo.Eu tive que me segurar pra não cair no choro.Linda história.Que Deus te Acompanhe.

  1. Heitor Lima

    Que testemunho tremendo!
    Cara... Deus é lindo!
    Glórias e glórias a Ele por isso.
    Essa frase "Por você faria isso mil vezes" é... sem palavras :X
    Abração, mano.

  1. Tiêgo

    OWN, que emocionante! Adorei sua história, aprecia que nem era real de tão intensa que pareceu! Mas que bom que você tem uma amiga pra chamar de sua. É incrível quando existem amizades fortes assim, né?

    Beijo :*

  1. Podolski

    Contar história no blogger é complicado. Eu só faço isso quando realmente estou precisando desabafar.

    Que bom que és critão cara. É noisss :D

    Abração, te seguindo tbm ^^'

  1. Patrícia N.

    Verídica tua história?
    Bem,independente da resposta,Deus é realmente maravilhoso.Ele salva até quem já pensamos que está perdido.Não importa a dificuldade,não há nada grande demais para a força Divina.
    Bela história!
    PS: Como vc coloca o negocinho de música?²

  1. Jaqueline Jesus

    não importa se está grande, o texto está incrível *-*
    muito bom saber que você mudou seu modo de viver, a maneira como você levava a vida não era nada boa ;s
    mas Deus sabe aceitar seus filhos quando eles retornam pedindo ajuda, ele sempre nos aceita de braços abertos :D
    parabéns pela história!!
    beijos

 

2011 por Natalia Araújo 2013 por Allan Penteado. Exclusivamente para o blog Manuscrito. Cópia parcial ou integral é totalmente proibida.