Mudanças

Posted by Italo Stauffenberg Marcadores: ,


      Que Oal Hills era um bom lugar para se viver todo mundo sabia. Agora imagine-se acostumado a morar em uma cidadezinha, um bairro onde todos se conhecem e de uma hora para outra ver essa situação mudar decorrente de seus pais serem transferidos para uma cidade bem maior e mais globalizada? Não, deveras não é nada legal.
      Na fazenda onde morávamos tinha muitas coisas boas para se fazer. Meu pai e minha mãe trabalham na mesma firma e foram promovidos por ela para trabalhar aqui, em Oal Hills. Não, eu ainda não estou acostumada com isso. São muitas mudanças, hábitos que terei que abandonar para criar outros. Você pode pensar que farei novos amigos não? Que terei mais seguidores no twitter, mais amigos no facebook e no orkut, adicionados no messenger e que mais pessoas conhecerão as minhas músicas no meu myspace não? Sim, tudo isso pode ser verdade mas eu ainda prefiro a calmaria da minha antiga cidade. Está sendo muito difícil para mim acostumar-me com o clima e as pesoas daqui.
      Hoje no finalzinho da tarde sai com Megan e Jennifer, minhas irmãs, para conhecermos a cidade. Foi algo pavoroso. Nos perdemos no nosso próprio quarteirão. Acabamos por parar em uma lanchonete. A comida de lá era até boa (nada que se compare ao gosto de comida caseira na minha antiga cidade) mas aqui tudo é muito artificial. Refrigerante, hambúrger e batata frita, só isso que o povo daqui come. Como pode alguém sobreviver comendo essas coisas gordurosas e que só fazem mal a saúde? No final das contas, conheci Janine, a garçonete da lanchonete. Ela tem a minha idade, 15, e trabalha para ajudar nas despesas da casa dela. Ela mora com a mãe e os irmãos gêmeos pequenos. Como eu não sabia voltar para casa, pedi a ela que me ajudasse.
      - Pode me dizer, por favor, que caminho devo seguir para sair daqui?
       Com um sorriso largo Janine me disse como voltar para casa. Pedi a ela que quando pudesse fosse nos visitar e levar seus irmãozinhos gêmeos para conhecê-los. De fato, aquela menina era uma guerreira. Saindo de lá, retornamos para casa. A tarde foi cheia e minha adaptação ainda não está sendo nada fácil. Espero que as meninas do meu novo colégio não me desprezem e não cometam bullying comigo por eu ser de um interior. Isso é crime e toda forma de bullying deve ser denunciada. Enquanto isso, espero aqui, no meu novo lar algo de bom acontecer. Quem sabe um novo amor? Novas amizades? Novas aventuras, não? É esperar para ver.



"Pauta para Sílaba Tônica. Preferi abordar no texto a dificuldade que é adaptar-se em uma nova cidade ou bairro. Para mim, foi difícil. Cresci em um bairro e aos meus 16 anos, depois de formar quase uma fámilia, me mudei para outro. Foi difícil mas já estou me acostumando. No final do conto mencionei a questão do bullying mas ainda farei um texto somente para o tema que deve ser abordado para que isto não aconteça! Abraços."

8 comentários:

  1. Lucas Stefano

    Mano a postagem eh bm realista cara.Conta ,além de uma história bem legal e interessante,uma realidade que atinge a muitos jovens de hoje em dia que se vem obrigados a se mudar de uma cidade pequena para uma maior,e as vezes uma cidade bem maior.( tipo São Paulo,Londres,Nova York e Tokio).Acho que eu me sentiria do mesmo modo que a jovem do texto,e ficaria muito alegre se encontrasse uma "Janine " na minha vida....texto lindo!!!

  1. ♥ Garota ♥

    O bullying é realmente uma coisa séria.
    Ótimo texto :)
    Beeeijooos ♥

  1. Patrícia N.

    O bullying é um crime ,deve entrar para o ECA e ser combatido.Boa história,sorte nas pautas!

  1. . Alana

    pra mim não foi muito dificiu, pois quando me mudei, devia ter uns 8 anos, e bem é mais fácil quando a gente é criançaaa.

    Gostei do texto. beijos,

  1. Babizinha

    Todo mudança para mim é difícil, porque falar isso de forma geral é impossível. Cada um tem seu tempo de adaptação e até mesmo humor diferente, então que seja... Mas seu tema como outros leitores já falaram, ficou bem realista. E espero esse texto sobre bullying. Nunca consegui abordar tal tema lá no meu blog. >_<

    E ah, sobre o "tal garoto", ele existe, mas na minha vida já não faz diferença, JackStripador! haha Só vou te chamar assim. -brinks :P

    Beijos e boa sorte!
    :*

  1. Karenzinha

    Como sempre... seu texto está ótimo..

    Super beijo!!!!

  1. Tais

    eh bastante realista a postagem *-*

  1. Débora Panterellas

    Muito interessante Italo! Adaptar-se a coisas novas sempre é um desafio quando já estávamos acostumados com as antigas. Adorei você ter abordado o "bullying", um tema atual e de grande importância. Adoro vir aqui :)

    Beijos :*

 

2011 por Natalia Araújo 2013 por Allan Penteado. Exclusivamente para o blog Manuscrito. Cópia parcial ou integral é totalmente proibida.