Tristes lembranças.

Posted by Italo Stauffenberg Marcadores: ,

Foto retirada do Tumblr

      Sentada ao chão de sua nova casa encontrava-se Marrianne. Era um novo tempo, uma nova vida com novas pespectivas para ela. Anteriormente, a vida não tinha sido muito justa com ela. Marrianne se mudara depois de consecutivas desilusões. 
      Sentada ao chão ficou a meditar, refletir e a chorar. Aquela mudança nem de longe, um dia, passou por sua cabeça. Foi necessário para sua segurança moral e física. Sobre os pacotes e caixas, Marrianne lembrava-se do tempo em que pensava ser feliz. Do tempo em que podia sair pelos quatro cantos e dizer: Eu sou livre!
      Marrianne foge como uma louca de seu ex-marido. Ele a acusa de traição e diz querer matá-la. O marido é viciado em drogas como crack, cocaína e heroína. Ela? Tornou-se viciada na arte da fuga. As mudanças são cotidianas, rotina. A vida? A cada mudança tem um gosto de sobrevida.
      Não se sabe até aonde vai esta história. Nenhuma atitude fora tomada por parte dela. Somente a atitude de fugir e de lembrar-se do passado vivido. Isso não é bom. Um dia, a pequena história pode ter um triste fim. As cortinas podem se fechar e o teatro acabar.



"O dilema vivido pela personagem é frequente entre as mulheres do Brasil. Leis já foram feitas para tentar reverter este quadro, porém, pouco fora feito. Denuncie. Você, mulher, tem voz para isto. Corra (não no sentido de fugir) enquanto é tempo. A vida é preciosa demais se vivida da maneira correta. Abraços. Ps.: Quem ainda não leu, leia o post anterior AQUI."

12 comentários:

  1. Lucas Stefano

    uau..firme de doer...é uma triste ,mas existente realidade entre algumas mulheres brasileiras.
    Bela postagem.

  1. Rodolpho Padovani

    É triste mesmo que muitas mulheres ainda se submetem a esse tipo de vida...

    Cara, tô retribuindo a visita, valeu por visitar meu blog e como vc disse esse é um mundo bastante dominado pelas mulheres, muitas escrevem maravilhosamente bem, assim como vários homens por aqui...

    Abraços, sempre que der eu apareço.

  1. Débora Panterellas

    Itaaalo, entendo o fato de você não conseguir esquecer, grandes amizades são eternas, sim, em nossos corações. Acredito que tudo sempre volta pro lugar onde deve estar, acho que serve pra mim e pra você, o que tiver de ser, será, certo? :)

    Cara, achei incrivel esse texto. Um alerta feito de forma dinâmica, acho que nós mulheres precisamos ler coisas desse tipo sempre, porque vemos o quanto é triste viver fugindo e vemos ainda que podemos solucionar isso, que isso não é necessário.

    Beijos. Adoro teu blog e teus textos. :*

  1. Débora Panterellas

    Sempre nas mãos de Deus, que sabe de todas as coisas!

    Conceeerteza curto, vi no teu blog, você ganhou várias vezes né? Parabéns! Eu olhei lá o blog, várias vezes, mas sempre fiquei com receio de mandar alguma coisa, ai hoje, no último dia, resolvi escrever essa carta e mandar, seja o que Deus quiser! Tô super nervosa Italo, rs.
    Obrigada pela dica, bom saber que você gosta dos meus textos :D
    Você vai participar essa semana?

    Beijoos :*

  1. Débora Panterellas

    Ah, que máximo, tenho um fã! rsrs

    Eu concordo com você nessa questão das várias edições, achei incrível o projeto, a diversidade, muito legal mesmo. Realmente, cartas tem meio cara de menina. Mas tenho certeza que se sairia bem nessa edição também. (:

    Boa sorte pra gente! (yn)

  1. Naty Araújo

    Fortíssimo e profundo.
    realmente é mto comum isso por aqui.

    Estou seguindo vc tbm.

    Beijos e boa sorte lá no blog.

    *Ahh e sobre a sua foto no blq: eu não coloquei a sua pq eram 3 em uma e não estava certo.
    Até ia te avisar, mas demoraria mto pra vc ler e arrumar. Por isso não coloquei.
    Mas a nova edição eu postarei amanhã (um dia antecipado) e vc poderá postar. Será eu mesma que avaliarei a foto. Qualquer dúvida só perguntar, ok?
    A edição opinativa da mesma maneira. (fecha hj)

    Beijos.

  1. ♥ Garota ♥

    É triste saber que isso acontece de verdade...
    Beeijoos ♥

  1. Karenzinha

    Excelente texto, como sempre..

    Obrigada pelo carinho e pelas boas-vindas!!!

    Super beijo..

    E boa sorte com a pauta...

  1. Karenzinha

    Oi querido.. fico tão feliz qndo tem comentário seu lá no blog..

    Bom, não é um desabafo pessoal.. mas confesso que já passei por algumas coisas parecidas, mas não todas juntas.. hehe..

    E chega a ser um pouco cômico oq às vezes temos q aturar..

    Mais uma vez obrigada por sua visita..

    E saiba [não me canso de falar]: Vc é q é 10!!!

    Super beijo!!

  1. @juusep

    Relacionamentos são complicados, ainda mais quando algum mexe com drogas... É muito tenso..

  1. @juusep

    Sem experiências próprias haha a minha opinião.

  1. ChibiQuimera

    é muito triste quando algo assim acontece de verdade
    e as mulheres nao denunciam
    acho que porque ainda amam o homem em questão...
    é uma realidade triste pra mim.

    Priscilla Valdragon
    http://chibiquimera.blogspot.com/

 

2011 por Natalia Araújo 2013 por Allan Penteado. Exclusivamente para o blog Manuscrito. Cópia parcial ou integral é totalmente proibida.