Viva as diferenças!

Posted by Italo Stauffenberg Marcadores: ,


 Ao som de Fogo e Gasolina - Roberta Sá.
      Dizer que os opostos se atraem pode ser como colocar uma agulha em um palheiro, não? Imagine-se morando ao lado e uma casa onde existem irmãos que tem uma banda de rock e ensaiam todas as tardes com um barulho enorme? Ou imagine-se morando ao lado de uma vizinha que todas as manhãs põe uma caixa de som na janela de sua casa no volume máximo colocando músicas bregas, de arrocha e forró? Veja-se no lugar de quem é obrigado a passar por essas adversidades? Não é fácil, pelo contrário, é um martírio.
      E com relação aos casais? Veja se pode dar certo alguém que é calmo e a outra agitada? Será que daria certo alguém que curte ir nas baladas frequentemente e o outro prefere ficar em casa vendo filmes e comendo pipoca? Será que haveria espaço para alguém que gosta mais dos amigos do que a prórpia namorada? E com tudo isso podemos dizer que os opostos se atraem?
      Analisando todos os fatos podemos ver que no fim sempre podemos chegar a um acordo. Pode ser difícil ouvir músicas indesejadas em momentos inapropriados mas tudo se resolve na base da conversa, do diálogo e se a partir disso não mudar, a questão deve ir aos tribunais. Vivemos ou não vivemos em uma comunidade? Do ponto de vista da sociologia, uma comunidade é um conjunto de pessoas que se organizam sob o mesmo conjunto de normas, geralmente vivem no mesmo local, sob o mesmo governo ou compartilham do mesmo legado cultural e histórico. E compartilhar, significar dividir de fomas iguais. Ninguém tem o direito de usurpar o que não é seu.
      Enquanto aos casais é mais fácil do que se imagina. Termina ou concilia. Fácil não? Ou um se adpta ao estilo de vida do outro ou "sai fora". Não é fácil mudar o estilo de vida de alguns mas tentar, aos poucos, pode ser uma tacada de mestre. E no fim, posso concluir que somos todos diferentes mas é nas nossas diferenças que sempre nos tornamos iguais. Lembrando que RESPEITAR não significa o mesmo que CONCORDAR. Como tudo na vida tem seus prós e contras, viver ao lado de um oposto pode significar algo bom. Afinal de contas, na física os postivos não gostam de ficar mais perto dos negativos? E o Yin não fica sempre do lado do Yang? Viva as diferenças.

"Mais uma pauta para o Bloínquês. Legal de fazer também. Ainda mais por que eu tinha uma vizinha que colocava todas as manhãs uma caixa de som na janela dela que a rua toda escutava. E olha que eram aquelas famosas "músicas de corno". Anda bem que ela se mudou e levou a caixa de som junto. Rs'. Espero que gostem do texto. A música é bem a cara da pauta, Fogo e Gasolina. Combinação perfeita ou não? Abraços."


4 comentários:

  1. Lucas Stefano

    cara,pnsando bm,teu txto tah com toda a razão.Tah de parabéns.

  1. Natália

    essa da vizinha que coloca a caixa de som na janela eu passo, é um saco, ela coloca uns funks e internacionais e começa a gritar que nem louca cantando, ninguém gosta... bj

  1. Tiêgo

    É, você tem razão. Não há como duas pessoas totalmente iguais se gostarem. Os opostos se atraem não é clichê barato não. É a constatação da realidade, e isso é fato genérico.

    Um beijo :* Adorei sua pauta! E parabéns pelo Blorkutando, até te citei num tweet te parabenizando! :D

  1. Naty Araújo

    Hahahaha... adorei.
    Mto, mto bom.. meu, mas que vizinha, heim?
    To com vc... ninguém merece acordar e ouvir um forró ou essas coisas logo cedo (convenhamos... nem qualquer horário que for kkkkk).

    beijos..

 

2011 por Natalia Araújo 2013 por Allan Penteado. Exclusivamente para o blog Manuscrito. Cópia parcial ou integral é totalmente proibida.