Sem chão.

Posted by Italo Stauffenberg Marcadores: ,

 

      Você não quiz me escutar e a vagar pelas ruas me deixou. Eu não tenho culpa. Eu não fiz nada. Eu amo você. Por quê me tratas desta forma? Não vá. Eu sei que você aí nessa Mercedes-Benz me escuta. Sei que ouve os meu gritos enlouquecidos pedindo para me esperar.
      Andando sem rumo, procurando um destino estou agora. Não sei o que fazer e nem por onde começar. Você sabia da minha condição. Sabia que eu não era perfeita. Eu tentei mudar de vida para te agradar mais de volta estou as ruas. De onde um dia você me tirou para lá você me deixou. Tudo o que fiz foi por amor. Eu não escolhi ser assim. A vida me fez vagar pelas ruas. Vender o meu corpo não foi uma opção, foi uma necessidade.
      Foi lá que te vi pela primeira vez e desde então não consigo te esquecer. Volte. Volte antes que eu mesma volte atrás. Você foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida. Não permitas que eu volte ao meu vômito. Eu não quero voltar para lá. Mas sem ter você por perto o meu mundo se acaba. O meu chão se parte. O mundo não tem mais cor. Tudo se perde. Volta para mim.
       
Relatos desesperados de Margueritte Piagnôt,
ex-prostituta lutando pelo amor perdido de Max Renoît.


Pauta para Projeto OPEP - Trecho de Música
Pauta para Sílaba Tônica - Imagem com Foto

4 comentários:

  1. Jackie

    Nossa, que profundo! Gostei!
    Boa Sorte tbm!

  1. ♥ Garota ♥

    Nossa, que triste :'(
    Boa sorte :)
    Beeijos s2

  1. Heitor Lima

    Nossa, que texto forte!
    Eu acho impressionante como a vida das pessoas são livros emocionantes, se abertos.
    Gosto muito do que você posta aqui.
    Abraço.

  1. Contando e Musicando

    UAU! Texto forte mais mto bom!
    Boa sorte
    bjj

 

2011 por Natalia Araújo 2013 por Allan Penteado. Exclusivamente para o blog Manuscrito. Cópia parcial ou integral é totalmente proibida.