Remember-me

Posted by Italo Stauffenberg Marcadores: ,


      Quando se é adolescente o mundo e tudo que o faz girar não é necessariamente algo que damos tanto valor. Digo-vos isto por experiência pessoal. Meu nome é Natan e eu sou o rapaz dessa foto. A garota? Kattlyn, uma menina que namorei por muitos anos. Ela era alguém especial. Na verdade, aquele fora um amor que jamais esquecerei. Talvez por que tenha sido o nosso primeiro amor. Um amor proibido. Lembro-me que a cada dois dias, nós marcávamos de nos encontrar nos trilhos abandonados da antiga estação MaryLand. Eram fins de tarde maravilhosos. Ela dizia para o pai que ia para o curso de francês e eu falava para minha mãe que estava no curso de informática. Perfeito, não? Sim, era quase tudo perfeito. Mas se era perfeito, por que mentíamos para nossos pais? Bom, eles não concordavam. Diziam que éramos muito novos e que nossa prioridade deveria ser nossos estudos. Na realidade, agente não ligava muito para isso. Queríamos era viver aquela paixão louca que consumia nosso ser.
      Lembro-me do nosso primeiro beijo. Foi algo muito intenso. Eu nunca havia beijado uma garota e nem ela (um garoto, óbvio). Éramos tímidos e desajeitados. Como eu era maior que ela, o beijo foi desconcertante. Não importava! O que valeu na hora foi o momento, o lugar, o clima que estava rolando. Kattlyn me satisfazia de todas as formas. Ela conversava bem, ria das minhas piadas e era muito, muito amorosa. Não consigo me lembrar de outra garota que tinha aquela personalidade. Ela nem parecia com as meninas da nossa escola. Deve-se a esse fato ela não ser uma menina de muitas amigas.
      Relembrar o passado pode ser algo bom, revitaliza a alma e nos faz ver o quanto o fomos felizes e o quanto pessoas nos fizeram felizes. Pode não ter dado certo, mas fazer o quê? Kattlyn decidiu ouvir os apelos do pai dela e procurou estudar bastante. Resultado? Ela fora aprovada para a Universidade de Harvard e eu me contentei com uma bolsa pelo basquete na Universidade de Illinóis. Não sei o que aconteceu com a vida dela, mas posso ter a certeza de que assim como eu, ela nunca esqueceu esse grande amor.


"Texto fictício. Pauta para o Projeto Entrelinhas. Espero não ter saído do tema. Escrevi este texto por que entrei para a UFMA. Comecei as aulas e estou me adaptando ao curso. Não, ainda não passei em Jornalismo (que é meu sonho) mas creio que passarei. No momento faço Ciências Imobiliárias e seja o que Deus quiser. Forte abraço a todos. Ps.: VOTE CONSCIENTE, VOTE 43, MARINA SILVA PARA PRESIDENTE!"

6 comentários:

  1. Alana Fontenelle

    Gostei muito dos teus textos. Parabéns. Vou frequentar mais o teu blog.

  1. Nanda Meireles

    Oi,
    O texto ficou uma graça.
    Gostei mesmo é de ler sobre você nas letrinhas abaixo.
    Parabéns por ter passado, e confia no caminho que Deus está te conduzindo.
    Sabe que estou começando a cogitar em votar na Marina? Meu pastor andou comentando sobre o vice da Dilma, ficou sabendo quem ele é de verdade? Sinistro.
    Fiz uma postagem sobre o poder da língua lá no Blog. O debate entre um fofoqueiro e os versículos sobre o peso da fofoca. rs
    Depois dá uma conferida.
    Bjs

  1. Jackie

    Amei,,O primeiro amor a gente nunca esquece né?!E quem nunca mentiu para os pais, para ficar com alguém?
    muio legal!

    bjo

  1. Pegadas do Coração

    Rapaz, teu texto ficou irado!Parabéns pelo talento que Deus lhe concedeu!
    Não o enterre, o faça multiplicar cada dia mais!
    Abraço e obrigado pela visita no blog!
    Fica com Deus,
    Ataniel.

  1. Lucas Stefano

    legal o texto. Mano, o texto e foto pareciam um só.Muito legal mesmo. Por isso que eu gosto de ler os teus textos. Muito legal. Ah ,acho que daqui a duas semanas eu publico sobre as olimpíadas de Inverno. Se cuida.

  1. Débora Panterellas

    Ah Italo, como sempre, texto lindo! Nem há muito o que dizer.

    Poxa, eu tava com saudade. Semana de provas e mil trabalhos, o tempo passa e eu nem vejo mais, de tão atarefada.
    Como vão as aulas práticas? Já acabaram?

    Beijos :*

 

2011 por Natalia Araújo 2013 por Allan Penteado. Exclusivamente para o blog Manuscrito. Cópia parcial ou integral é totalmente proibida.