Um help, s'il vous plaît

Posted by Italo Stauffenberg Marcadores: ,

      
      Era criança e como toda criança não tinha domínio do que era real ou não. Bom, não tinha mesmo era noção de perigo. É do saber de todos que onde tem criança há sinal de perigo. Portanto, quando tiverem os seus 'filhotes' lembrem-se desta dica, afinal, um dia vocês também foram uns pestinhas.
      Era para ser aquele feriadão com a família e os amigos em uma casa de praia (em frente à praia, por sinal) onde a diversão tomava conta de todas as crianças que por ali estavam. Era uma praia meio desabitada, quase ninguém a conhecia. Isso fazia dela um local perfeito, sem tormentos, sons altos e aquele povo que vai a praia só para beber. Não havia muitos carros. Era tudo perfeito. Bom, quase. Eu sempre fui um garoto que pensava muito bem antes de tomar qualquer atitude mas parece que quando a gente está no 'meio da galera' agente perde esse bom senso.
      Foi uma tarde fatídica. O mar estava violento e as ondas muito fortes. Eu sempre fui alto e talvez por isso, decidi tomar a decisão que tomei. Percebi que os 'adultos' estavam se afastando cada vez mais de mim que estava à beira do mar brincando com meus colegas. Aquilo despertou em mim à vontade de ir além. Assim pensei: eu posso ir, sou alto, forte e esse mar não vai me deter. Não, não foi bem assim. Tomei um daqueles 'caixotes' e perdi completamente a noção do chão. Entrei em desespero! O medo começara a tomar conta de mim.
      - Meeeeeeeldeeeeels! Quem vai me socorrer?
      Todos começaram a rir por que eu tinha condições de sair por si só daquele lugar. Nem era tão fundo. O 'caixote' que tomei afetou meu psicológico e fez com que eu pensasse que tubarões e coisas bem piores iriam fazer com que eu morresse. Criança inventa cada uma não é? Depois que recobrei a consciência pude notar o quão tolo fui. No final das contas, eu mesmo fui meu vilão e meu super herói. Vai saber né! Dia fadítico, atípico mas que resultou em uma bela história para se contar.
"Texto criado para o Tudo de Blog do Tiêgo Alencar, blogueiro super maneiro e criativo do blog A Pseudociência. O tema proposto foi "Socorro, salva-me!". Espero que tenham gostado da minha experiência. O texto está lá no blog dele também e tem outros textos de duas blogueiras muito legais. Dá uma passada lá também. Ah, e se você quiser se informar mais sobre o Tudo de Blog do Tiêgo vai lá no blog dele e vê como  fazer para participar. Forte abraço à todos. Bom feriado prolongado e que Deus vos abençoe. PS.: VOTE CONSCIENTE, VOTE 43, MARINA SILVA PRESIDENTE."

3 comentários:

  1. Patrícia N.

    Até imagino a cena!Eu sou do tipo MUITO desastrada então nem paro para contar minhas peripécias.
    Respondendo a sua pergunta,não gosto muito de Oasis não.Só de Wonderwall mesmo.E nunca imaginei que você gostasse de Runaways :x
    Ah,passei também para avisar que FINALMENTE estou seguindo o Manuscrito.
    Fique com Deus ;D

  1. Leeti

    MeeeeelDeeeeels 'O'
    Fico imaginando se fosse eu (eu nem sei nadar)
    Acho que eu ia ter um treco na água.
    Adorei o texto ;)
    Beeijos ♥

  1. Lucas Stefano

    caraca meu com essa história eu me lembrei uma vez eu e minha mãe estavamos indo num daqueles barcquinhos de balneário sabe? que a gente aluga pra dar uma navegada. Tudo tava ind muito bem,até o barquinho virou comigo dentro...cara,eu bebi umas três goladas de água suja de igarapé ...meu pensa com cara que ficou com olho butecado
    kkkkk
    eu era muito medroso
    ,e esse post me fez lembrar desse acontecimento... muito legal o post. Adorei.. cara ,eu pensei que tu ia matar o pequenozinho rsrsrs ótimo post. Fica com Deus

 

2011 por Natalia Araújo 2013 por Allan Penteado. Exclusivamente para o blog Manuscrito. Cópia parcial ou integral é totalmente proibida.