Fighter or looser

Posted by Italo Stauffenberg Marcadores: , , ,


      Sempre que nos deparamos com uma situação difícil fazemos de conta que aquilo que vivenciamos não é conosco, afastamo-nos ou então, assumimos uma postura de lutador e resolvemos encarar nossos problemas sem levar em conta o que virá pela frente. Mas quando será bom sermos covardes e quando será necessário ser um desbravador? Será que vale a pena querer ser algo que não somos a fim de conquistarmos aquilo que antes almejávamos? Até onde vai a nossa infinda bravura ou nossa mórbida covardia?
      O ser humano é a criação mais complexa de entender. Ora estamos alegres ora tristes. Em certo momento somos demasiadamente receptivos e em outros tantos somos entroncados. Até quando o mundo será constituído de pessoas bipolares? Questiono-me que, em suma, todo bipolar é egoísta e individualista. Por quê? Não sou formado em psicologia, mas se me deparar com alguém bipolar percebo que seus transtornos se dão devido a suas questões pessoais mal resolvidas. Em geral, se assumo duas identidades é por que tenho forte lado egoísta e individualista. Sei que não há nenhuma tese científica que dê veracidade ao que afirmo, porém essa é a minha visão sem mencionar os problemas óbvios e comprovados cientificamente que demonstram a questão da bipolaridade.
      O ser bipolar pode ser ao mesmo tempo covarde e de igual forma um lutador. Covarde quando se fecha para tal atitude e assume outro papel que compensará aquilo que não teve a coragem de fazer. Lutador no sentido de que sempre estará guerreando para vencer o seu problema, a sua dificuldade. Em geral, o mundo é bipolar. Ora aprovamos tal atitude ora reprovamos a mesma atitude feita de forma diferente. Ora somos inquisidores ora somos vítimas da inquisição. Se cada um resolvesse cuidar da sua própria vida, não deixando de ajudar ao próximo e orientá-lo quando preciso, o mundo seria diferente.
      Seria utopia acreditar em um mundo melhor, justo, igualitário e honesto. Utopia por que este mundo não nos pertence. Costumo dizer que sou um peregrino nesta terra. Ela não é minha, pois estou só de passagem. O peregrino é um estrangeiro, aquele que não está em sua terra natal. De igual forma, afirmo-vos que não somos deste mundo. Todos têm a chance de ser adotado por alguém. Esse alguém se chama Deus e Ele pode adotá-lo por que o ama. Ele é capaz de te fazer Seu filho, Sua herança. A partir de então você assume uma nova identidade, uma nova nacionalidade. Você não será mais cidadão desta terra, mas cidadão dos céus.
      Ser um cidadão dos céus é ser lutador. Ser cidadão deste mundo é ser covarde. Este mundo nada tem a nos oferecer de bom e rentável. Ele pode parecer agradável, mas é pura ilusão. Ser cidadão dos céus é bom na medida em que renunciamos a algo que vemos e, primeiramente, gostamos para estarmos à espera de algo melhor. Algo que só encontraremos em nossa terra natal. Esteja a procurar por essa sensação. Você é um lutador, então, lute por isso ou então, seja covarde e conforme-se com aquilo que o mundo tem a te oferecer e saiba que nada de surpresa estará por vir. Tudo é igual, tudo é da mesma forma neste mundo, enquanto que, com Deus, tudo é diferente.

"Olá pessoas! Eu disse que voltei não é? Passei muito tempo sem escrever. então, perdoem-me por alguma coisa. Estou voltando aos poucos a prática. Escrever é como andar de bicicleta. Quando aprendemos nunca esquecemos. Então, fiquem com Deus e até a próxima."

9 comentários:

  1. Mia

    Acho que o que mais falta para a maior parte das pessoas é um equilíbrio. A grande maioria não sabe se equilibrar emocionalmente em diversas situações; perdem o controle emocional e, consequentemente, o físico também.
    Na Bíblia fala (se bem me lembro, no livro de Eclesiastes) mais ou menos o seguinte: "Não sejas nem tão justo nem tão pecador; por quê destruirias a si mesmo?". Precisamos estar dispostos a fazer o que é certo e tomar as atitudes necessárias mediante às circunstâncias, mas não podemos nos esquecer nunca de que acima de tudo precisamos da direção de Deus nas nossas vidas para que não caiamos na tentação do conformismo.
    Gostei muito do seu blog e da maneira com que escreve. Seguindo aqui. Fique com Deus.

    http://miasodre.blogspot.com/

  1. MikaelMoraes

    vendo a figura pensei q iria falar
    de algum game keu keu keu
    <>
    mto bom
    tinha um tempinho q não passava aqui
    andei meio sumido pq vc sumiu tmbm
    aparece tmbm
    para continuarmos comentando
    <>
    visite-nos e comente tmbm
    gostando siga e avise que retribuiremos
    se seguir deixe o aviso no comentário
    deixando o seu link para retribuirmos
    <>
    grato
    <>
    http://mikaelmoraes.blogspot.com

  1. Marcus Alencar

    Que texto interessante. É um questionamento esse de sermos ao mesmo tempo lutadores e covardes e é um olhar que poucos e raros se mostram dispostos a aceitar ou admitir. Na teoria, todos são lutadores porque é assim que se afirmam mas na hipocrisia social tomam atitudes covardes sem nem ao menos admitir a existência delas.
    Gostei da forma como você encerrou a sua reflexão e acho que deixou uma semente a mais de reflexão para que seus leitores pensem um pouco mais. Obrigado por isso.

    abraços

  1. Aline Diedrich

    Quase um desabafo... Mas concordo... Precisamos lutar sempre!

  1. Jailson Batista

    passando para agradecer o comentario e já to seguindo... segue os meus:

    www.jaylsonbatysta.blogspot.com

    www.simplesmentejaja.blogspot.com

    abraço!

  1. Monique Premazzi

    Ser humano é muito complexo mesmo e acho que ninguém até hoje conseguiu entender perfeitamente como somos. Agimos muitas vezes de forma louca, estamos no pico da alegria e outras vezes estamos nos arrastando na tristeza. É estranho, é muito estranho.
    Eu já conheci pessoas bipolares e eu definitivamente não quero mais conhecer nenhuma, mesmo que eu as vezes tenha ataques desse tipo de personalidade dupla, tem gente que realmente da medo com isso. Não tem como confiar numa pessoa que tem duas formas de viver tão rapidamente.
    Mas, acho que somos capazes de muita coisa, somos vencedores e temos força o suficiente para vencer e sorrir sempre, mesmo assim, ainda preferimos reclamar e reclamar da vida como se ela fosse a real culpada na história.

    Adorei o texto.
    Beijinhos s2

  1. Allan Penteado

    ítalo! adorei o texto e entendi a mensagem, só pra deixar claro transtorno bipolar é uma doença, uma doença séria, sem cura (praticamente uma deficiência mental).

  1. Rubi M

    pois é , todos temos momento dificil, mas Tudo mudar :]]
    tenho muita força nisso .


    adorei teu texto

  1. Alternativa teen

    estou completamnte apaixonada pelos textos desse blog !
    se estver afim de parceria passa no meu blog :
    http://alternativateen.blogspot.com/
    ------------------------------------

 

2011 por Natalia Araújo 2013 por Allan Penteado. Exclusivamente para o blog Manuscrito. Cópia parcial ou integral é totalmente proibida.