Armações do Amor

Posted by Italo Stauffenberg Marcadores: , , , , , , , ,


      
      Relatar o que seu coração sente em um blog pode ser uma coisa boa quando você imagina que a pessoa que você descreve nunca lerá seu post, pode ser bom quando você sabe que poucas pessoas que te conhecem, pessoalmente, sabem ao menos que você escreve em um blog e por fim, pode ser ótimo quando você usa o blog para esconder algo que, bem lá no fundo, você queria expressar, mas não tem a coragem suficiente para dizer. Sim, eu sou um desastre!
      Um desastre por que deveria ser homem suficiente e dizer o que sinto. Um desastre por que não acredito em mim mesmo. Um desastre por que tenho o infeliz destino de ser “amigo” de todas as meninas que sinto algo “além de uma amizade”. Sim, eu sei que sou um perfeito desastre, mas acredito que tudo em nossas vidas não acontecem ao acaso. Tudo tem um propósito, tudo tem um por que, um motivo, uma razão em nossas vidas.
      Poucas vezes me dei à liberdade de amar e, para falar a verdade, nem sei ao certo o que seria amar. É muito fácil escrever sobre o amor e criar situações e ficções em que você desejaria ser aquilo que escreve, mas a realidade é bem diferente. O mundo é diferente e às vezes se torna irreal e por incrível que pareça vivemos contos que nós mesmos não acreditaríamos que viveríamos. E de fato, não queira se apaixonar de forma tão... perigosa.
      Quando era criança não pensava em garotas. Era como as crianças dos filmes americanos que só pensavam em brincar e quando se falava em meninas se dizia um “ECA!” bem grande. Como minha infância foi boa por esse lado por que nestes tempos não me preocupava em surpreendê-las e nem ser o que não era.  A ingenuidade era forte em mim e aquele desejo sexual por meninas veio no tempo certo em minha vida.
      Quando fui adolescente comecei a me interessar por certas garotas que, por feliz ou infelicidade do destino, se tornaram minhas melhores amigas. Eu tenho esse imã em mim. Consigo fazer com que todas as meninas que gosto virem minhas melhores amigas e elas façam de mim o que, cruelmente, o mundo secular denota: meu melhor amigo gay. Não que eu seja gay, o que de fato não sou, mas, toda garota tem um amigo (aquele amigo pra tudo sabe?) e, na maioria das vezes, esse amigo é gay. E eu quase sempre sou assim. Um amigo além dos limites e tal amizade sempre acaba me fazendo mal por que não me dá a coragem de confessar aquilo que realmente sinto.
      Quando estava no colegial me apaixonei por uma menina na 5ª série. Ela era tão linda, mas tão... minha amiga! Na 6ª série me encantei por uma menina, mas ela era tão... impossível! Na 7ª série me permiti ficar só, e na 8ª série vivi o lado oposto, pois minha melhor amiga se apaixonou por mim e... eu não queria nada além de sua bela amizade. No ensino médio vivi poucos amores, pois preferi ficar só, apesar de muitas vezes senti algo além, mas tive domínio de mim e dos meus sentimentos até que me encontro assim... fall in love.
      Ouvir Adéle enquanto escrevo isto também não tem me ajudado ainda mais quando a música é Someone Like You. Será mesmo que alguém gosta de mim? Is this real? Isso é real? Como acreditar se nada em minha vida tem cooperado para isso? Por que se apaixonar por alguém que você não tem certeza de que gosta de você? Pode alguém se “apaixonar” em tão pouco tempo? E para quem contar que você está apaixonado se nem para seu “melhor amigo” você pode contar? É algo tão... proibido!
      O que sei é que ela tem o melhor sorriso, a melhor voz, a melhor roupa, o melhor cheiro, a melhor pele, a melhor boca, o melhor entusiasmo, a melhor fé. Eu a conheço tão pouco, mas parece que a conheço há anos. Nunca perdemos o dia ao telefone, mas já perdemos a noite no MSN. Não somos te trocar sms carinhosas, mas acho que “algo estranho” está nascendo em mim. Sim, acho que cai nessa de está apaixonado e... não! Eu não posso me apaixonar assim. Logo quem, eu? Eu? Um rapaz que sempre fez de seu coração uma torre forte e um abrigo seguro ser destruído por um tsunami do amor? Não, de fato eu ainda não estou preparado para sentir algo assim.
      Preciso ser forte e ser homem. Homem suficiente para dizer um NÃO! Não a este sentimento perigoso e seguir adiante e continuar minha vida ou ser homem suficiente e assumir o que sinto sem que me sinta culpado por não ter tentado. Freqüentemente, digo que não devemos nos arrepender daquilo que não fizemos e sim nos arrepender daquilo que fizemos. Eu não posso me arrepender de não ter assumido o que sinto, pois não há do que me arrepender se não fiz nada, mas posso me arrepender sim de ter feito a decisão de não fazer aquilo que era para ter sido feito.  Que tenso, que complicado!
      Encerro este meu profundo lamento com a quase certeza de que não serei lido por quem queria ser lido e com a frustração de não assumir o que sinto e o pior seria ter a sensação de ter sido lido e não ser interpretado como deveria sem sequer ter sido notado. I’m a good guy, I know! Eu sou um bom rapaz, eu sei! Mas nem sempre ser um bom rapaz poder “bom” nas ARMAÇÕES DO AMOR.
 "Olha eu aqui novamente! Gente, esqueçam meus delírios! Sei lá! Estou naquela vibe sabe? Precisava por isso pra fora de alguma forma, mas continuo no... sei lá! Tentem não me entender, por favor! Eu acho que não quero ser compreendido ainda! Rs'. Só lhes desejo um forte abraço e um... até mais!"

14 comentários:

  1. Nathy

    Olha, eu sei que vc não queria que te compreendessem, mas eu tenho que te dizer que compreendo, até o seu medo a sua indecisão. Mas, ore e confie no Senhor! O que é de Deus, dá paz ao nosso coração. Mas eu sei bem o que é isso... Também estou numa fase meio parecida, mas 10x mais complicada que a sua...rs

    Beijos!

  1. Lucas Reis

    Tentar não te entender? Você deveria ter dito isso logo no início do texto. kkk'

    Então, nem vou dizer: "Eu sei como é isso!"

    Ficou ótimo o seu texto. Sério, mesmo! E não se desculpe por seus delírios: eu também tenho essas fases. kkk'

    Até mais.

  1. Lucas Nuti

    Não, não peça desculpas por seus delírios, afinal de contas todos os seres humanos os tem, se você se desculpar por ele fica vago tudo o que escreveu acima!
    No todo, acho sensacional que as pessoas coloquem pra fora seus sentimentos e sejam sinceras consigo mesmas.
    __________________________________
    http://alteregodonuti.blogspot.com/

  1. Fraaan!

    Amei seu texto!
    E posso falar? Tô em uma situação parecida! Eu não queria tbm que meu melhor amigo fosse meu amigo, tinha outros planos pra ele, mais fazer o que né!? haha

  1. Railma R. Medeiros!

    Olha, eu sei o que é isso. Eu sempre fui uma garota "forte" demais, "segura" demais, ao menos aos olhos das pessoas. Dificilmente me deixava abalar. Daí os problemas sugiram, alguns garotos chegavam a ter medo de se aproximar de mim. Eu chegava a sentir interesse nos meus amigos, mas eu mesma fazia questão de me segurar. Ano passado conheci um garoto e nos aproximamos muito, no inicio ele era apaixonado por mim e eu n percebia, nem sentia o msm. Ele contava das garotas e eu dos garotos, por mais que ele n gostasse mt. Eu só percebi que era apaixonada por ele quando ele começou a namorar. Daí sofri muito, fiquei desesperada. Certo dia, n tendo coragem de falar, escrevi uma carta e entreguei pra ele. Eu disse que iria me afastar dele, que não tava dando pra mim. Aí ele chorou, falou que n conseguiria viver sem minha amizade, e continuou com a garota que hoje é namorada dele. Eu sofri pra caramba, muito mesmo, daí descobri que um garoto na minha sala, super lindo, que eu nem falava, passava pela msm situação que eu. Ele viu meu blog e eum texto, e se identificou. Nós começamos a conversar, contando nossas dores de cotovelo e nos apaixonamos e fomos felizes pra caramba. Infelizmente, ele mudou de estado. Mas caraca, eu nunca tinha sido tão feliz. Você deve estar se perguntando pq que contei toda essa cansativa história. Sabe o que é, Italo? Com tudo isso eu aprendo que 'toda coisa serve pra alguma coisa', nada é em vão. Se eu tivesse percebido que gostava desse meu amigo no começo, talvez estivessemos juntos agora, mas eu nunca teria conhecido melhor esse outro garoto e nunca teria tido uma história tão linda com ele. Todo sofrimento nos traz um aprendizado, então, que custa tentar? Chega pra essa garota e fala, manda por msn numa madrugada dessas o link desse post, escreve uma carta como eu fiz, mas por Deus, faça alguma coisa. Se você não tentar, nunquinha conseguirá ser feliz completamente. Bom fique com Deus e faça o melhor pra si. Quando puder passa lá no meu blog, le alguma coisa :} Um beijo.

    http://railmamedeiros.blogspot.com/

  1. Guilherme D. Dutra

    Parabens pelo texto cara. Muito bom.

  1. Bruna Corrêa

    Awwwn eu adoro vir aqui, o design desse blog é tão simples e fofo. Adorei o texto. Delírios divertem muito mais do que a realidade. rsrsrs adorei.

  1. ♥ Evelin Pinheiro ♥

    Caraca... gostei tanto do seu texto que vou seguir seu blog pra ler sempre seus "delírios". Eu tb falo das minhas coisas no meu blog. Acho que me identifiquei com vc... e já passei por isso: gostar de quem só queria amizade. Acontece!
    Delicioso texto e idem blog.
    Seguindo e ja ta no blogroll. Pretendo voltar sempre!
    Se quiser me seguir será bem legal... tb tem a pag no face, confere lá http://www.facebook.com/#!/pages/-Eve-simples-assim-/229224897100440

    blog evesimplesassim.blogspot.com

    BeijO*-*

  1. Aécio Murillo

    legal cara seus textos gostei muito, espero estar sempre em contato ae, parabens man.

  1. Juh

    ahhhhhhhhhhhhh mais ta tão fofo o texto... e creio que tdo acontece no momento que tem que acontecer...se os amores viraram amizades...olha agradeça a Deus..melhor amigos que inimigos...
    e tdo realmente tem sua hora
    coisa mais lindo seu jeito de se expressar viu...
    vo dar uma lida no seu blog...sei que tenho mto a aprender...
    e qto ao que esta rolando...calma...paciencia...deixar rolar se esta bom..neh...
    besinhu Juh.

  1. anycrue

    concordo total com vc, mas ó, vc não é um desastre! no fundo, no fundo todos são assim. e provavelmente todos, tem um blog exatamente pra falar, ali oq sente, sem querer que sua sociedade em si, saiba. parabend. continue escrevendo e sentindo. retribiu o coment's ;)

  1. ღ εïз Celiane εïз ღ

    Eu achei seu blog pela comu no orkut, e não me arrependi não... é muito legal e sabe tá faltando homem assim como você q expõe o aue sente! vou te seguir tá bj

  1. Leila Ice Girl

    nem vou falar nada sobre isso, Ítalo.

  1. Allan Penteado

    ítalo! me sinto como você! kkkk é trágico rsrsrsr

    Mas é sério: eu sempre gostei de uma garota que era minha amiga na igreja e tal, contei a ela por msn, ela disse que não queria namorar e só amizade mesmo. Isso foi um alívio... detestava ver ela on e saber que ela não sabia de nada, agora eu sinto-me mais leve.......

    Sua hora vai chegar srsrsrs na hora certa você fala, eu demorei uns dois anos...

    eu não consigo ver algumas meninas que poderiam ser minhas namoradas e são minhas melhores amigas, já perdi essas esperanças e agora aproveito a nossa amizade, eu cri que existe sim amizade entre homem e mulher...

    Agora é só esperar alguém se apaixonar por mim... por que acho que o meu coração também está off

 

2011 por Natalia Araújo 2013 por Allan Penteado. Exclusivamente para o blog Manuscrito. Cópia parcial ou integral é totalmente proibida.