NÃO ABRA MÃO DA SUA PROMESSA

Posted by Italo Stauffenberg Marcadores: , , , , , , , , , , ,



“Ninguém seja devasso, ou profano, como foi Esaú, que por uma refeição vendeu o seu direito a primogenitura.” Hebreus 12:16

      Na antiguidade, no início da formação do povo hebreu, povo escolhido por Deus para ser seu, Abraão foi escolhido dentre os habitantes da Terra para ser pai de uma multidão que não se poderia contar assim como não se podem contar as estrelas do céu e as areias do mar. Abraão recebeu tal promessa da parte de Deus de que sua descendência seria incontável mesmo tendo por mulher Sara, que era estéril. A graça de Deus alcançou a vida de Sara e esta deu  luz a um filho ao qual lhe foi dado o nome de Isaque.
      Isaque, o filho da promessa, cresceu e casou-se com Rebeca. Esta, por sua vez, também era estéril e através da intercessão do seu marido ao Senhor, este lhe concedeu a graça e ela gerou a dois filhos: Esaú e Jacó. Esaú fora o primeiro a nascer e Jacó veio em seguida, logo, Esaú tinha por direito o direito a primogenitura. Na época em que viviam, o direito da primogenitura era a benção mais almejada por qualquer filho. A primogenitura alcança aos favores do pai e a herança de tudo o que os pais conquistaram.
      Esaú tinha por si só esta “benção” e parecia desprezar o direito ao qual lhe foi inquirido. Jacó, por sua vez, desde que estava no ventre de Rebeca lutava constantemente com o irmão para ser o vencedor e sair da madre primeiro com o irmão. Pode-se dizer, assim, que desde o ventre Jacó sabia da importância da primogenitura na vida de um ser vivente.  Esaú, certo dia, cansado de passar o dia caçando chegou ao encontro de Jacó, que passava o dia em casa, almejando uma deliciosa refeição. Jacó dissera que só daria a refeição a Esaú se este lhe desse o direito a primogenitura. Esaú aceitou a troca e por um prato de comida vendeu o seu direito, a sua benção mais preciosa.
      Anos mais tarde Isaque, por já estar em avançada idade e não conseguir ver pediu que Esaú fosse à caça e lhe trouxesse um prato saboroso para que depois lhe abençoasse por este ser o mais velho. Ouvindo isto e por amar a Jacó, Rebeca saiu ao encontro do filho amado e armou para que Jacó fosse abençoado ao invés de Esaú. Conseguindo a benção em lugar de Esaú, Jacó fugiu para uma terra distante por temer que seu irmão lhe matasse. Jacó, por fim, conseguira do pai todos os direitos que um “filho primogênito” deveria receber.
      Com esta história relatada na bíblia no livro de Gênesis 25 e 27 percebemos a seguinte situação: DESPREZAMOS A BENÇÃO DE DEUS POR QUALQUER COISA! Quantas vezes não trocamos as bênçãos que Deus pode nos oferece por qualquer coisa? Às vezes, Deus está pronto a nos dar uma “surpresa” e nós, em nossa supremacia de ser, desprezamos o favor de Deus e agimos por conta própria. Esaú tinha em si o direito de receber uma benção enorme do pai (Isaque) por ser o primogênito, mas este pareceu não ligar para o bem que possuía e o trocara por um INCRÍVEL PRATO DE COMIDA.
      Com esta história devemos aprender o seguinte: a fome dá e passa. Como assim? Esaú sentiu fome e queria comer a qualquer custo. Conseguiu o alimento “trocando” o bem mais precioso que tinha: a primogenitura. Devemos TOMAR CUIDADO todas às vezes que, estando com fome e loucos para saciar o nosso ímpeto, desprezarmos o favor de Deus a nós. Não devemos ser loucos ou profanos como Esaú foi de agir de nossa própria vontade para saciar um desejo de nossa carne e depois nos arrependermos.
      Muitos cristãos acreditam que Jacó foi ENGANADOR por ter feito isto com seu irmão. EU NÃO VEJO ASSIM. Jacó reivindicou um direito que era seu, afinal de contas, Esaú lhe vendeu a primogenitura. Tal questão foi aceita por Deus e através de Jacó a descendência de Isaque e Abraão se perpetuou na terra. Sabe o que aconteceu com Esaú? Saiu errante para uma terra distante, EDOM, e ali originou um povo que constantemente pelejava contra Israel, a nação escolhida por Deus.
      TODO CUIDADO É POUCO! NÃO ABRA MÃO DA SUA PROMESSA! O que Deus tem para lhe oferecer ninguém pode lhe tirar, nem você mesmo! Seja sábio e antes de tomar qualquer decisão peça o conselho de Deus. Esaú agiu pó vontade própria e saciou o desejo da sua carne e foi envergonhado anos depois. Lembre-se de que tudo o que você plantar hoje terá que colher amanhã. Não plante algo que não queira colher. Ouça a voz de Deus.
"Outro texto extraído após a leitura da bíblia no #Desafio42Dias. Será esta mais uma pregação? rs' Espero que o post abra os olhos, mente e coração de quem o lê. Este é o objetivo. NÃO ABRAM MÃO DAS SUAS PROMESSAS! E vamo que vamo que Deus é mais forte! Avante! Abraços."

0 comentários:

 

2011 por Natalia Araújo 2013 por Allan Penteado. Exclusivamente para o blog Manuscrito. Cópia parcial ou integral é totalmente proibida.