RESENHA - Minha Mãe é uma Peça

Posted by Italo Stauffenberg Marcadores: , , , , , , , , , ,




FICHA TÉCNICA
Direção: André Pellenz
Produção: Iafa Britz
Roteiro: Paulo Gustavo e Fil Braz
Elenco original: Paulo Gustavo, Mariana Xavier, Rodrigo Pandolfo, Herson Capri, Ingrid Guimarães, Alexandra Richter, Samantha Schmütz e Suely Franco.
Gênero: Comédia
Duração: 85 minutos
Idioma original: Português
Estúdio: Telecine Productions e Globo Filmes
Distribuição: Riofilme, Downtown Filmes, Migdal e Globo Filmes



 
 

       Minha mãe é uma peça é um filme brasileiro lançado no início das férias de julho com o intuito de bater a bilheteria do então filme de comedia nacional, De pernas pro ar 2, que estourou nas férias de janeiro. O filme é estrelado por Paulo Gustavo, comediante e apresentador do programa 220 Volts, no canal Multishow. Após três semanas em exibição, o filme levou mais de dois milhões de brasileiros aos cinemas.
      Inspirado na peça homóloga, “Minha mãe é uma peça” conta a história de Dona Hermínia, seus três filhos (Juliano, Marcelina e Garibe), além da sua conturbada relação com o ex-marido Carlos Alberto e a atual esposa Olívia. Hermínia é uma dona de casa e mãe superprotetora. Ela não aceita a ideia de que seu filho Juliano seja gay e que Marcelina está acima do peso. Assim como também não admite que o filho mais velho, Garibe, seja casado e more em outro estado.
      Após ouvir uma conversa pelo telefone em que seus filhos a chamam de chata, esquisita, louca e que preferiam morar com o pai, Hermínia decide ir embora de casa para dar uma lição nos filhos e foi buscar ajuda com sua tia Zélia. Ela passa a contar todos os episódios que marcaram sua vida como mãe para a tia e conclui que não consegue ficar longe dos filhos. Ao ser entrevistada para um programa de TV da cidade, vê sua sorte mudar. De dona de casa ela passa a ser apresentadora de TV.
      O filme aborda, basicamente, a relação entre pais e filhos, principalmente, filhos de pais separados, a questão da aceitação da homossexualidade em famílias tradicionais e  o velho conflito do peso ideal versus a ditadura da magreza imposta pela sociedade. O protagonista do filme afirma que toda a obra foi inspirada em sua mãe. É impossível assisti-lo sem dar boas risadas. Minha mãe é uma peça já está no ranking dos 10 filmes brasileiros mais assistidos no ano de 2013. Com produção de Iafa Britz, direção de André Pellenz e no elenco principal Paulo Gustavo, Sueli Franco, Ingrid Guimarães, Herson Capri, Mônica Martelli, Samantha Schmütz e Alexandra Richter o filme é diversão pura.
"Alguns críticos de cinema afirmam que o filme tem piadas repetidas e que Paulo Gustavo (ator e roteirista) é o salvador do filme. Se verdade ou não, o importante é que fui prestigiar o filme e dei boas risadas. O filme trás uma mensagem bem legal: o amor e respeito pelas mães. Agora me diz quem é que não tem problema com suas mães? Vale a pena ir aos cinemas e assistir."

7 comentários:

  1. Alquimista de Sonhos

    Minha mãe assim que viu o trailer decidiu que queria conferir esse filme kkkk Ela disse que gostou, mas eu ainda não assisti :/

  1. Realidade Caótica

    Ainda não assisti, mas to com vontade. E não sabia como era história foi muito legal ficar sabemos mais detalhes sobre o filme. E é a velha coisa, tudo recebe criticas não é mesmo? . Até mais, parece uma boa opção de filme. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

  1. Raquel Rodrigues

    Muuuuita gente (muita mesmo) fica me falando desse filme, mas já saiu de cartaz aqui na minha cidade, então só dá pra ver quando sair em DVD. Mas deve ser engraçado mesmo (ou não teria tanta gente indicando, certo?). Hehe. Gostei da resenha.
    Bjs!


    http://memoriasdeumasonhadora.blogspot.com.br

  1. Allan Penteado

    hahahah eu adorei esse filme, ri demais, Paulo Ricardo é um ótimo humorista, e que venha o 2º filme!!!!!!!!!!!

  1. Patrícia N.

    Gostei da sua resenha, apesar de não gostar muito de filmes nacionais. Na verdade, ultimamente eu não tenho assistido muitos filmes. Vale a pena tentar!

  1. Nathy

    Ahhh, eu quero muito assistir!

  1. Gabriele Santos

    Morrendo por dentro porque eu acho que já saiu de cartaz e eu não assisti :/
    Todo mundo que assistiu e disse que adorou. Conhecia o trabalho do Paulo através da televisão e de alguns filmes que ele participou, é realmente maravilhoso.
    http://gabipuppe.blogspot.com.br/

 

2011 por Natalia Araújo 2013 por Allan Penteado. Exclusivamente para o blog Manuscrito. Cópia parcial ou integral é totalmente proibida.