Geração Millenium?

Posted by Italo Stauffenberg Marcadores: , , , , , , , ,


         Fico aqui pensando com meu botões sobre como seria a vida desta tal Geração Millenium se não fossem os vários aplicativos digitais, os aparelhos eletrônicos e toda essa loucura que foi a invenção da internet. É bem verdade que cada geração carrega consigo as suas marcas, os seus costumes e tradições, mas esta geração é a geração do entretenimento imediato.
      Observo que os jovens são capazes de produzir em pouquíssimo tempo. Parece que o "tempo" é o seu principal aliado ou inimigo. Tempo! Aaaah, infindável tempo! O que me dá a entender é que esta geração é toda jornalista! Mas como assim, Italo? Simples! Para nós, estudantes ou profissionais da área de comunicação o tempo é o nosso maior algoz. Não há como ser amigo ou inimigo dele. O fato é que ele é mais presente em nossas vidas do que nós.
      Outro dia fui em uma emissora de TV local afiliada da GLOBO e pude ver o quanto o tempo é fundamental para o desenvolvimento da profissão. Através do tempo um repórter sai para fazer uma matéria e tem que voltar com tudo feito a ser editado para ser veiculado. E gastos com esse "tempo" devem ser mínimos. Tudo deve ser aproveitado. Um trabalho de um dia que pode ser resumido em três minutos. Ou seja, tempo!
      Isso me faz retornar ao caso desta geração millenium que não está acostumada a perder tempo com nada. Tudo tem que ser para hoje, melhor, para ontem! Nada pode se perder, nada pode esperar. Tudo tem que ser imediato e muito preciso. Por exemplo, vá em um shopping center e observe os adolescentes. Eles costumam andar em grupos e um tenta se sobrepor ao outro, seja pela beleza, status social  ou até mesmo por serem mais descolados. O importante é estar em evidência. Geralmente, esses adolescentes são imediatos e querem tudo de foram rápida. Se às 8h de hoje for lançado um novo aparelho da Apple preciso tê-lo às 8h30 para ostentar para os amigos que o tenho para ostentar! Sim, ostentação é a palavra que define.
      Já ouviram falar nos funks da Ostentação que tem ganhado o Brasil com suas letras imundas e sem sentido, mas que tem gerado para os pseudo cantores um luxo e dinheiro inacabável? Sim, os adolescentes desta era são bem desta fora: ostenteiros. Perdão pelo neologismo, mas toda esta "ostentaria" cansa e o fim é praticamente inevitável. Que essa geração aprenda a lidar com o tempo para que este tempo não os consuma em um ostracismo tedioso. 

0 comentários:

 

2011 por Natalia Araújo 2013 por Allan Penteado. Exclusivamente para o blog Manuscrito. Cópia parcial ou integral é totalmente proibida.