Considerações sobre o Billboard Music Awards 2014

Posted by Italo Stauffenberg Marcadores: , , , , , , , ,

O trio J-Lo, Pitbull e Cláudia Leitte na abertura do Billboard Music Awards 2014 cantando a música da Copa do Mundo de Futebol 2014, We Are One (Ole Ola)

      No último domingo aconteceu mais uma edição do Billboard Music Awards, ano 2014. Confesso que ando meio enferrujado a cerca dos prêmios de música. Para mim, os únicos de maior importância eram o MTV Music Awards e o Grammy (Oscar da música), mas pelo o que percebi e, perdoem-me pelo fato de ainda ser leigo no assunto, é que o festival da Billboard é bem estruturado e sólido.
      A festa foi linda. Na abertura foi interpretada a canção da Copa do Mundo de Futebol 2014, que será sediada no Brasil. A canção We Are One (Ole Ola) interpretada pelo rapper Pitbull, e as cantoras Jennifer Lopez e Claudia Leitte (se é que canta, por que só 15 segundos dedicados a ela é quase pífio) levantou a galera do MGM Grand Garden Arena, em Las Vegas, no estado de Nevada, nos Estados Unidos. Ressalto que não vejo esta canção interpretada pelo trio superar Waka Waka, canção da Copa da África que ganhou o mundo através do ritmo dançante e vibrato potente da colombiana Shakira. Aliás, parece que o comitê da FIFA tem um frisson por cantores latinos, já que Jennifer Lopez, Rick Martin e a própria Shakira já foram escolhidos para serem os cantores oficiais das Copas do Mundo.


Lorde recebendo o prêmio de Artista Revelando em um look sombrio que nos faz lembrar um corvo

      Enfim, voltando a festa da Billboard vale destacar que o que percebi em comparação aos outros prêmios de música é que nesse há maior destaque para os cantores. Sim, no Billboard Music Awards é dado a oportunidade para vários artistas apresentarem seus trabalhos fonográficos ao contrário do MTV Music Awards e Grammy que pecam pelo pouco enfoque na música (logo ela que é a razão de toda a programação oferecida).
      Na edição deste ano, o grande vencedor com sete premiações foi o cantor Justin Timberlake. Aaah, como tenho minhas ressalvas a cerca do trabalho do ex-N Sync. A música Mirrors é chiclete e os falsetes do cantor são estridentes, mas há quem goste deste tipo de música e contra isso não tenho como questionar. O fato é que ele já vem ganhando maior destaque no cenário mundial, seja como cantor, produtor e, pasmem, achando erroneamente que é ator.
      Outro ponto importante na premiação foi à coroação por completo da cantora neozelandesa Lorde. Além de ser a “rainha” absoluta do Grammy deste ano, ela acabou faturando os prêmios de Artista Revelação e Canção de Rock, pelo hit “Royals”. Em outro post já mencionei alguns comentários sobre essa música e, pretendo não focar nela já que não é do meu gosto particular.


A ex-garota prodígio da Disney, que mais parece ter levado uma gama de eletrochoques de tão diferente que ficou de uns tempos pra cá, Miley Cyrus. Levou os prêmios de Artista Streaming e Canção Vídeo Streaming por Wrecking Ball.

      O que falar de Miley Cyrus conquistando o prêmio de Artista Streaming? Nada, né? Do ano passado pra cá a única intensão da ex-garota prodígio da Disney é causar e abalar as estruturas da imprensa cor-de-rosa gerando especulações e publicando fotos inusitadas em seu perfil do instagram. Miley também ofereceu um tributo ao lado da banda Flaming Lips a clássica banda de rock The Beatles, em um show realizado na Escócia que teve link direto no Billboard Music Awards. A cantora interpretou Lucy in the Sky of the Diamonds. Bom, a escolha da música é bem sugestiva. Há polêmicas que dizem que ela é uma apologia ao uso de LSD já que a reduzindo a letra da música numa sigla pode chegar a idéia da droga que desperta sensações adversas em quem as consume e, convenhamos, tudo o que Miley Cyrus tem dado a entender é que ela quer despertar essa “sensação” no público.


Imagine Dragons faturou 5 prêmios: Melhor Grupo, Álbum de Rock, Canção Áudio Streaming  por Radioactive, Artista Hot 100  e Artista de Rock. Configura como uma das melhores bandas de indie rock do momento. 

      Mas, o que mais chamou a minha atenção em toda a premiação foi uma banda que, até então, era desconhecida por mim: Imagine Dragons. Sou aficionado pelo gênero indie rock e quando vi que a banda havia ganhado os prêmios de Grupo do Ano, Álbum de Rock, Canção Áudio Streaming, Artista de Rock e Banda Top Hot 100 lógico que fui ao famoso YouTube pesquisar sobre.
      E, por incrível que pareça, já conhecia o som da banda só que interpretado pelos atores do seriado Glee. É fato que It’s time é o marco do Imagine Dragons haja vista que ela é a música mais tocada em rádios e conhecida da banda, mas há outras composições que chamam atenção como Radioactive (um rock mais pesado) e Demons (balada bem suave).
      Não sei o por que da banda ser tão misteriosa e utilizar desse artifício na composição das letras das músicas, produção dos videoclipes e até do próprio nome da banda, que é um anagrama. Contudo, a banda recém-descoberta já tem fãs pelo mundo inteiro e mostra que é boa pra caramba! Perdão pelo excesso.
      Outros artistas também foram homenageados, como o cantor Michael Jackson, que teve uma apresentação em holograma e Jennifer Lopez, que recebeu o prêmio de ícone Billboard pela sua trajetória que, em minha análise, não é lá essas coisas, mas se é pra homenagear que seja com alguém latino! E viva a latinicidade. 


Homenagem ao "Rei do Pop", Michael Jackson. Fora criado um holograma do cantor que interpretou a música Slave to the Rhythm. 



Confira a seguir a lista dos vencedores do Billboard Music Awards:

Melhor Artista: Justin Timberlake
Artista Revelação: Lorde
Melhor Artista Masculino: Justin Timberlake
Melhor Artista Feminino: Katy Perry
Melhor Duo/Grupo: Imagine Dragons
Melhor Artista "Billboard 200": Justin Timberlake
Melhor Artista "Billboard Hot 100": Imagine Dragons
Melhor Artista de Canções Digitais: Katy Perry
Melhor Artista de Músicas de Rádio: Justin Timberlake
Melhor Artista em Turnê: Bon Jovi
Melhor Artista Social: Justin Bieber
Melhor Artista "Streaming": Miley Cyrus
Melhor Artista R&B: Justin Timberlake
Melhor Artista de Rap: Eminem
Melhor Artista Country: Luke Bryan
Melhor Artista de Rock: Imagine Dragons
Melhor Artista Latino: Marc Anthony
Melhor Artista Dance/Eletrônico: Daft Punk
Melhor Artista Cristão: Chris Tomlin

Melhor Álbum "Billboard 200": Justin Timberlake - "The 20/20 Experience"
Melhor Álbum R&B: Justin Timberlake - "The 20/20 Experience"
Melhor Álbum de Rap: Eminem - "The Marshall Mathers LP 2"
Melhor Álbum Country: Luke Bryan - "Crash My Party"
Melhor Álbum de Rock: Imagine Dragons - "Night Visions"
Melhor Álbum Latino: Marc Anthony - "3.0"
Melhor Álbum Dance/Eletrônico: Daft Punk - "Random Access Memories"

Melhor Canção "Hot 100": Robin Thicke - "Blurred Lines (Feat. Pharrell Williams, T.I.)"
Melhor Canção Digital: Robin Thicke - "Blurred Lines (Feat. Pharrell Williams, T.I.)"
Melhor Canção de Rádio: Robin Thicke - "Blurred Lines (Feat. Pharrell Williams, T.I.)"
Melhor Canção "Streaming" (Áudio): Imagine Dragons - "Radioactive"
Melhor Canção "Streaming" (Vídeo): Miley Cyrus - "Wrecking Ball"
Melhor Canção R&B: Robin Thicke - "Blurred Lines (Feat. Pharrell Williams, T.I.)"
Melhor Canção de Rap: Macklemore & Ryan Lewis - "Can't Hold Us (feat. Ray Dalton)"
Melhor Canção Country: Florida Georgia Line - "Cruise"
Melhor Canção de Rock: Lorde - "Royals"
Melhor Canção Latina: Marc Anthony - "Vivir Mi Vida"
Melhor Canção Dance/Eletretrônica: AVICII - "Wake Me Up (Feat. Aloe Blacc)"
Prêmio "Milestone": Carrie Underwood
Prêmio Ícone: Jennifer Lopez

Chris Tomlin, um dos artistas do cenário gospel mais respeitados na atualidade

Mais- 
O cantor gospel Chris Tomlin ganhou o prêmio de melhor artista gospel deste ano. Já é a segunda vez que o americano fatura este prêmio. Chris ficou mundialmente conhecido no cenário cristão após algumas de suas músicas serem regravadas por bandas como Hillsong, Hillsong United, Jesus Culture, Matt Redman e outros tantos. Entre as canções mais conhecidas do cantor estão "How Great Is Our God", "Jesus Messiah" e "Amazing Grace (My Chains Are Gone)". No Brasil, artistas do cenário gospel também regravaram músicas do cantor como Livres para Adorar, Fernandinho, Nívea Soares e outros. 

1 comentários:

  1. Jota Pimentel

    Justin Timbarlake 4ever kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Eu assisti esse negócio. Esperava mais pela apresentação dos artistas do que pelos prêmios, mas a Lorde ironizando o rock foi sensacional :)

 

2011 por Natalia Araújo 2013 por Allan Penteado. Exclusivamente para o blog Manuscrito. Cópia parcial ou integral é totalmente proibida.