Tudo o que rolou no Top 6 do programa SuperStar

Posted by Italo Stauffenberg Marcadores: , , , , , , , , , , ,

Adriane Sant'Anna e a banda Move Over

      Comentar sobre televisão é ficha. Principalmente, para aqueles que desejam ser formadores de opinião como eu. Bom, o assunto do momento é o SuperStar. Não tem como omitir a existência de um programa global, não é verdade? Pois bem, vamos lá comentar sobre o Top 6 ou, melhor, a semifinal do programa apresentador por Fernanda Lima, André Marques e Fernanda Paes Leme.
      Que o SuperStar não conseguiu o sucesso desejado pela cúpula da Rede Globo isso á fato, mas por que manter um programa como este? Bom, não sei se haverá uma segunda edição como houve com o The Voice, apresentado por Tiago Leifert, mas caso haja, pelo amor de Deus, façamos uma troca de Fernandas. Paes Leme saia da coxia e assuma os palcos que estão sendo dominados pela gaúcha e esposa de Rodrigo Hilbert.
      Por que convenhamos, né gente, que Fernanda Lima está muito mal a frente do programa. Quando não é oito é oitenta! Apesar de linda, os figurinos usados por ela geralmente são feios e, quase sempre, ela parece em pânico ao ler o bendito TP (é nesses momentos que queria sambar na cara de uma fulana aí que insiste em dizer que não sei ler TP direito, enfim). Já o André Marques seguiu muito bem durante o programa. Carimático, alegre e espontâneo, o eterno “Mocotó” de adequou bem ao formato interativo do programa e fazia links de entrevistas com as famílias dos integrantes das bandas concorrentes e, mais recentemente, entrevistas com famosos que davam o seu “ar da graça” na plateia do programa para levantar a audiência.
      É desespero, minha gente! No Top 6 o que teve de gente do elenco das novelas da Globo na plateia não foi brincadeira. Apesar das bandas serem boas e muita gente querer ter a oportunidade de assistir um show ao vivo deles não acredito que seja só por isso que a Globo enche de famosinhos o programa dirigido pelo magnata da Globo, o Boninho.
      No bendito Top 6 já com clima de final de Copa do Mundo o que se viu foi um desgosto pela saída de duas bandas de cunho extremamente popular. Uma por cantar e encantar com os ritmos tão nordestinos como o forró, baião e o xote e a outra banda por ser tão carismática e envolvente. Sim, o Top 6 deu adeus as bandas Move Over e Bicho de Pé.
      Mas antes de comentarmos a saída dramática das bandas que levou Ivete Sangalo a chorar vamos falar da trajetória de cada uma.
      Move Over é uma banda paulistana, originária de Bauru. A vocalista, Adriane Sant’Anna, é aquela do cabelo vermelho, que canta rock e encanta a plateia com sua silueta fina e com sua boa desenvoltura no palco. A Move Over ficou conhecida após suas duas primeiras apresentações em que cantou Roar (Katy Perry) e Wrecking Ball (Miley Cyrus). De lá pra cá, a banda só acumulou desastres auditivos. Não que as audições tenham sido ruins, por que não foram, mas por que a banda não apresentou o brilho que havia sido apresentado nas primeiras apresentações.
      Culpa de quem? Da banda? Dos jurados: Ou do público que não votou na permanência da banda no programa? Bom, se tenho alguém que culpar esses “alguéns” se chamam Move Over e Dinho Ouro Preto. Era perceptível o desgosto do vocalista do Capital Inicial com a banda liderada por Adriane Sant’Anna. Tão visível que chegava a ser um desprazer assistir ao programa. Por muitas vezes, o cantor do Capital proferiu comentários tendenciosos sobre a apresentação da banda, a começar por induzir a Move Over a ir pelo autoral quando era notório que a banda não tinha boa aceitação do público nesse segmento. E, fala sério, é notório que comentário de jurado pesa e muito no desenvolver de calouros em programas desse formato. A Move Over deu ouvidos a Dinho Ouro Preto e sofreu queda livre do programa. De principal candidata a ganhar o SuperStar amargou uma saída nada triunfal no Top 6.

Luan e o Forró Estilizado, Bicho de Pé e banda Suricato

      A Bicho de Pé, liderada por Janaína é a típica banda de forró nordestina a exemplo de Elba Ramalho. Apesar de muita gente gostar da banda (digo isso por que grande parte da cúpula global era fã dessa banda), ela não tinha apelo popular, uma vez que o forró nem sempre é bem visto pelas regiões sul e sudeste do país.
      As quatro bandas que restaram e que vão se apresentar na final são a Suricato, JamZ, Luan e Forró Estilizado e a banda Malta. É inquestionável que a banda de rock irá ganhar o SuperStar. Não tem como haver uma zebra. O triste é ver que uma banda tão comum será a escolhida pelo público. E quando digo “comum” não me refiro ao fato de que a Malta é ruim, mas que o formato de banda já é conhecido e não há surpresas. Embora Dinho Ouro Preto seja saudosista e diga que a Malta é a “salvação do rock brasileiro” isso só atende a um nicho. E a música brasileira no geral? É notório as influências internacionais da Malta, a começar pelo timbre de voz do cantor, que muito se assemelha ao dos cantores de Creed e Nickelback.
      E os meninos do JamZ? Banda das garotas da revista Capricho, o JamZ é a única banda que tem investido massificamente numa campanha pelas redes sociais. A resposta do público tem sido percebida, uma vez que a banda está na final. A JamZ é uma excelente banda. O que acho meio descompassado é o exagero de falsetes de Willian Gordon em suas apresentações, mas a banda é boa e sempre se apresenta bem.
      Luan e Forró Estilizado é o nordeste na final do programa. A doçura e o jeito paraibano de ser do menino Luan conquistou o Brasil e, de todas as bandas que participaram do programa, é o forró Estilizado que mais faz shows pelo Brasil. E não tem como negar. Esta será a banda mais comercial após o término do programa.

      Por fim, a banda Suricato conquistou o público nas suas últimas três apresentações. Apadrinhados pelo cantor e compositor Paulinho Moska, a Suricato chega a final não com ar de grande concorrente da Malta, mas como uma das bandas que soube ser estrategista e mostrou que se pode fazer música de forma diferente e com um som inovador. 

JamZ, banda formada exclusivamente para a participação no SuperStar desponta como colírios nos olhos das garotas de todo o Brasil

2 comentários:

  1. Marize Borgneth

    Fiquei super chateada com a eliminação da Move Over, tava torcendo pra eles. Cara, eles eram os melhores, tinham o próprio estilo e não ficavam copiando estilos alheios, enfim, vou torcer agora pra Jamz, porque acho eles muito fofos *-*

  1. Camila Locatelli

    Tinha desativado meu blog, mas agora voltei, saudade daqui, nunca consegui assistir SuperStar, sempre durmo antes.kkkkk
    bjs
    http://falandosobrealgo.blogspot.com.br/

 

2011 por Natalia Araújo 2013 por Allan Penteado. Exclusivamente para o blog Manuscrito. Cópia parcial ou integral é totalmente proibida.