Pra sempre

Posted by Italo Stauffenberg Marcadores: , , , , , ,


     Lembro como se fosse hoje o primeiro dia em que te vi. Não lembro exatamente como estava vestida, até por que isso é demais, mas lembro de como eu a percebi. Uma menina tímida, estranha e com o estilo totalmente roqueirinho. E isso por que estávamos no segundo ano do ensino médio. Luana Virgínia, magrinha, pequenininha, meiguinha, docinha, lindinha, inha, inha e inha.
      Ah, Luana, amiga minha! Como sou feliz em poder ter sua amizade. Lembro da nossa primeira conversa e foi por Orkut, lembra? Não costumávamos nos falar em sala de aula, mas quando chegávamos da escola e, caso estivéssemos online, um puxava assunto com o outro. E foi você que puxou corda pro meu lado. Pelo menos, nisso você me venceu e nem sei como já que você não é dada aos falatórios.
      Nem sei como é que nos aproximamos, na verdade, por que nem eu e você costumávamos ter a iniciativa para formar amizades e, mesmo estudando na mesma sala passamos um ano inteiro sem se falar pessoalmente, só pelas redes sociais.
      Aos poucos fui te conhecendo e conhecendo teus gostos. Até que éramos parecidos. Eu vinha do meu fascínio por Pitty (que tinha deixado por conta da religião, rs) e você era mergulhada em Foo Fighters e coisas do tipo. Essa coisa de roqueirinha adolescente, não é verdade?
      Mas, cá pra nós: apesar de estarmos no segundo ano e na sala de aula sempre sentarmos em lados opostos você era doida para pertencer ao meu grupinho, né não? Era sim, confessa! Sei que você ficava de bizóia naquele paredão do fundão que costumava sentar com as outras meninas e ficava se perguntando: por que eu não sou amiga dele? Kkk Tá bom, parei aqui.
     Somente um ano depois, no terceiro ano, passaríamos a nos aproximar. E que ano bom! Muitas gaziações, muitas aulas sem graça, muita conversa, muitas saideras pelos shoppings, muitos bob’s, mc donald’s, muita amizade. Lembro nosso primeiro dia de aula no terceiro ano e lá estava você, com sua bolsa preta, all star e preservando o estilo Avril Lavigne de ser.
      E cadê nossas amizades do segundo ano? Do seu grupo, só você havia passado de ano e do meu, dos seis, só três haviam passado para a fase final do ensino médio. O jeito foi nos juntar, não é verdade? E nos juntando formamos o quarteto de aço, o quarteto imbatível, não, melhor, a zona do Shopping!
      Lembro que foi nesse ano particular que tive mais acesso a sua vida, conheci teu jeito menina de ser e sua forma encantada de ver o mundo. Foi no terceiro ano que passamos as melhores emoções escolares. No terceiro ano tivemos que nos superar como pessoas e ajudar aquela nossa amiga lá a se fingir de louca obsessiva para segurar o homem dela (na época), lembra?
      Yeah, eram tantas emoções. Faltávamos tanto nas aulas que os colegas diziam que éramos turistas. Hoje, muitos deles caminham por outros caminhos. Alguns nem estão em faculdade e nada, mas nós, os que faltavam aulas, estamos seguindo a vida fazendo aquilo que gostamos. Você prestes a ser uma brilhante arquiteta e eu um jornalista iludido que acredita que escrevendo poderá mudar o mundo. É a vida, não é minha amiga?
      Hoje só tenho a celebrar pelo teu dia, pela tua história, pelas tuas conquistas. Nunca pensei que aquela Luaninha menininha fosse se tornar uma mulher tão determinada. Você mudou até na aparência. Hoje, você se veste melhor (não que antes não se vestia, mas você se adequou ao novo estilo de vida, ao invés de continuar a se vestir como uma adolescente), fala melhor e tem uma postura melhor. E não falo isso para te menosprezar, mas para ressaltar que, com certeza, você é outra.
      Parabéns, minha amiga. Dedico estas palavrinhas de afeto e de homenagem, destacando a nossa amizade, por que você é muito importante para mim. Não lembro de em nenhum momento termos brigado ou nos deixado de se falar. Isto mostra o quão maduros somos. Lembra do quarteto? Pois é, ele se desfez, mas nós seguimos firmes até hoje. Quem precisa de quatro pernas quando se pode caminha muito bem com duas, não é verdade? Te amo muito e esta é uma das formas que tive para prestar homenagem a você e relembrar nossos anos de amizade. Um beeeeeeeeeeeeeeeeejo :*



0 comentários:

 

2011 por Natalia Araújo 2013 por Allan Penteado. Exclusivamente para o blog Manuscrito. Cópia parcial ou integral é totalmente proibida.