Tudo sobre o Oscar 2015

Posted by Italo Stauffenberg Marcadores: , , , , , , , , , , ,

O ator Neil Patrick Harris apresentou a 87ª cerimônia de entrega dos Academy Awards


A noite de exaltação ao cinema mundial aconteceu neste domingo (22) no Dolby Theater, em Los Angeles, nos Estados Unidos. A cerimônia apresentada por Neil Patrick Harris, que chegou a ficar de cueca no palco, não chamou atenção, como ocorreu no ano passado com Ellen Degeneres que registrou o self mais visto e compartilhado do mundo. Os grandes vencedores foram O Grande Hotel Budapeste e Birdman ou A Inesperada Virtude da Ignorância, cada um com quatro estatuetas. Enquanto o primeiro barganhou em categorias técnicas, este último faturou os prêmios de melhor filme, direção, roteiro original e fotografia. Tanto Birdman quanto O Grande Hotel Budapeste haviam sido indicados em nove categorias.

 Neil Patrick Harris tentou chamar atenção no Oscar. Não conseguiu. 

O independente Whiplash ganhou em três categorias no Oscar 2015: melhor ator coadjuvante para J.K. Simmons, melhor mixagem de som e melhor montagem. Dentre os prêmios de atuação, o britânico Eddie Redmayne ficou com a estatueta de melhor ator, pelo papel do físico Stephen Hawking em A Teoria de Tudo, e Julianne Moore, com a de melhor atriz, pelo trabalho em Para sempre Alice. No longa, ela interpreta uma mulher que sofre de Alzheimer.
Algo que chamou bastante atenção durante o evento foram os discursos em defesas dos direitos humanos. Patricia Arquette, por exemplo, defendeu os direitos iguais para as mulheres em um tom bastante acelerado. Acho que ela pensa que podiam cortar o som do microfone. John Legend, que ganhou o Oscar de melhor canção por Glory, do filme Selma, lembrou a luta pela igualdade social. Este filme, aliás, ao lado de Garota Exemplar, foram uns dos grandes “boicotados” do Oscar por não terem obtido indicações em outras categorias.

 O prêmio mais importante e cobiçado do Oscar, melhor filme, foi entregue a Birdman ou A Inesperada Virtude da Ignorância, do diretor mexicano Alejandro González Iñárritu

FILME
Sean Penn, em seu discurso de anuncio do Oscar de melhor filme disse que o vencedor seria aquele capaz de sensibilizar o público com sua história. Pois bem, em que parte Birdman emociona? Um filme muito bem planejado e dirigido, de fotografia impecável (até por que ganhou o Oscar nesta categoria dos super favoritos O Grande Hotel Budapeste e Ida), mas que para bem aí. Boyhood: da infância a juventude era a melhor opção, para mim, neste ano. Um filme que é capaz de emocionar e contar várias histórias. Selma (apesar de ainda não ter visto) também aparenta ser um filme épico, pena que não valorizado pela Academia. E o que falar de Whiplash? Vencedor de três Oscars? Perfeito.


Alejandro González Iñárritu venceu na categoria melhor diretor e roteiro original


DIRETOR
Sabe aquele momento que você se rende ao óbvio e diz: é, até que Alejandro González Iñárritu merece levar mais essa. Pois é. Além de melhor filme e roteiro original, o diretor mexicano levou mais outro prêmio para a casa. Confesso que por ser fã assumido de Boyhood estava torcendo por Richard Linklater, afinal de contas, gravar um filme em 12 anos não é tarefa para qualquer um. Wes Anderson, por O Grande Hotel Budapeste (vencedor de quatro estatuetas: figurino, maquiagem e penteado, design de produção e trilha sonora), não causava alardes. Há quem diga que este foi seu pior filme, mas meu olhar leigo conseguiu se encantar mais uma vez com tanta simetria, riqueza de detalhes e infindáveis planos gerais que o filme proporciona. 

 Julianne Moore, que interpretou uma mulher que sofre de Alzheimer em Para Sempre Alice levou a estatueta para casa após quatro indicações frustradas anteriormente

ATRIZ
Situação difícil. Todas as indicadas estavam perfeitas em seus papéis, mas não tinha como não entregar a estatueta para Julianne Moore, por sua interpretação em Para Sempre Alice. Esta foi a quinta indicação ao Oscar da atriz e mereceu o coroamento por uma carreira incrível repleta de grandes atuações. Rosamund Pike, atriz britânica de 36 anos estava colossal vivendo Amy Exemplar, no filme Garota Exemplar. Que maestria em fazer maldade com cara de santa. Se você ainda não assistiu ao filme, corra! Estás perdendo uma grande oportunidade. A outra britânica, Felicity Jones, não empolgou muito interpretando a primeira esposa do cientista Stephen Hawkins, em A Teoria de Tudo, mas seu papel é bem importante. 

 Em discurso emocionado, o britânico Eddie Redmayne agradeceu ao elenco do filme A Teoria de Tudo, a esposa e consagrou-se por sua atuação como o cientista Stephen Hawkins

ATOR
Aquele momento em que você pira com o anúncio de que Eddie Redmayne é o melhor ator. Ele, que interpretou Stephen Hawkins, em A Teoria de Tudo, é estreante no maior festival de cinema do mundo. E graças a Deus que venceu a atuação do seu maior concorrente: Michael Keaton. Não sei se o meu problema com Birdman é o fato de não ter gostado do filme, mas até a atuação de Keaton eu coloco em dúvida. Outro indicado com interpretação colossal foi Benedict Cumberbatch, dando vida ao matemático Alan Turing, em O Jogo da Imitação. O filme, que teve oito indicações neste Oscar venceu apenas na categoria Melhor Roteiro Adaptado. 

Patricia Arquette, que levou todos os prêmios que Booyhood: da infância a juventude participou na categoria atriz coadjuvante também levou a estatueta do Oscar para casa. Em seu discurso, ele defendeu mais participação feminina na sociedade global

ATRIZ COADJUVANTE
Tirar a vitória de Patricia Arquette seria pior do que não tê-la indicado. Sua atuação como a mãe de Manson Jr, em um papel que lhe custou 12 anos de entrega está incrível. Não tem como não se envolver com Olívia, uma mãe solteira, que concilia trabalho, casa e os relacionamentos com garra. A história de uma vencedora. As outras indicadas, Keira Knightley (O Jogo da Imitação), Emma Stone (Birdman) e Laura Dern (Livre) apenas completam o elenco de seus respectivos filmes. Em nada chamam atenção. Ah, vale apena mencionar Meryl Streep, que conseguiu sua 19º indicação ao Oscar. Desta vez, por sua atuação como a bruxa de Caminhos da Floresta

Em sua primeira indicação ao Oscar, JK Simmons levou a estatueta de melhor ator coadjuvante por seu papel em Whiplash - Em Busca da Perfeição

ATOR COADJUVANTE
Outro ator que não poderia deixar de levar a estatueta para casa é J.K. Simmons. Awesome é a palavra que descreve sua atuação em Whiplash - Em Busca Da Perfeição. Que professor malvado e mal amado este que ele interpretou. Outros dois atores que chamam bastante atenção entre os indicados nesta categoria são Edward Norton (Birdman) e Ethan Hawke (Boyhood). Há quem credite a atuação de Robert Duvall em O Juíz, mas assisti ao filme e não vi tamanha comoção. Mark Ruffalo completa a categoria por seu personagem de Foxcatcher - Uma História Que Chocou O Mundo, filme alías, que recebeu várias indicações ao Oscar, mas não levou nenhuma.


Confira a lista dos outros premiados
Melhor Filme Estrangeiro - Ida
Melhor Animação - Operação Big Hero
Melhor Documentário em Longa-Metragem - Citizen Four
Melhor Documentário em Curta-Metragem - Crisis Hotline - Veterans Press
Melhor Animação em Curta-Metragem - Feast
Melhor Figurino - O Grande Hotel Budapeste
Melhor Maquiagem e Penteado - O Grande Hotel Budapeste
Mehor Fotografia - Birdman ou A Inesperada Virtude da Ignorância
Melhor Montagem - Whiplash - Em Busca da Perfeição
Melhor Efeitos Visuais - Interestelar
Melhor Canção Original - Glory (Selma)
Melhor Trilha Sonora - O Grande Hotel Budapeste
Melhor Edição de Som - Sniper Americano
Melhor Mixagem de Som - Whiplash - Em Busca da Perfeição
Design de produção - O Grande Hotel Budapeste
Melhor Curta-Metragem - The Phone Call 
 


MODA
E Oscar que é Oscar não pode ser comentado sem deixar de falar dos looks das deusas do mundo cinematográfico. O blog Plantão da Beleza selecionou os melhores looks. E aí, você concorda? Segundo a blogueira, os tons clarinhos continuaram a se destacar na cerimônia como o repleto de pérolas de Lupita Nyong’o, o rosé de Gwyneth Paltrow e os branquinhos de Julianne Moore e Marion Cotillard. E também teve quem fugisse do tradicional: a sempre musa Meryl Streep colocou um blazer por cima da composição p&b de blusa e saia longa







NÃO PASSOU BATIDO
Lady GaGa parece estar numa maré de azar. Além de ter mudado do pop para o jazz, a Mother Monster parece que esqueceu de tirar as luvas de borracha de lavar louças antes de sair de casa. Resultado? Virou meme nas redes sociais. Há quem diga que sua interpretação de The Hills Are Alive para homenagear os 50 anos do filme A Noviça Rebelde. Será que ela conquistou mesmo a audiência como Pink, que no ano passado cantou Over The Rainbow, também numa homenagem, só que ao filme O Mágico de Oz?


COMPROU NA LIQUIDAÇÃO
Além de sensualizar depois de velha em videoclipes, a musa latina Jennifer Lopez chamou atenção no tapete vermelho por seu vestido ousado com decote em formato de V. No Brasil, o look é tendência entre as celebridades que a qualquer momento podem ter os seus silicones saltando para fora devido a arrojada abertura. E o pior, Lopez ainda foi clicada com um vestido semelhante ao da esposa de um dos indicados a melhor ator. É a treva!


MOSTROU QUE É DIVA
Apesar de não ter conquistado o American Idols, Jennifer Hudson sambou na cara do público estadunidense ao provar que tem uma bela voz e talento incrível para as artes cênicas em 2007 quando conquistou o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por sua atuação em Dream Girls. Este ano, ele voltou a brilhar no Dolby Theater ao interpretar a canção Can't Let Go em homenagem aos integrantes da indústria do cinema que morreram em 2014 e no início deste ano. 

 

0 comentários:

 

2011 por Natalia Araújo 2013 por Allan Penteado. Exclusivamente para o blog Manuscrito. Cópia parcial ou integral é totalmente proibida.