Desfiles ecléticos marcam segundo dia da 16ª edição do Minas Trend

Posted by Italo Stauffenberg Marcadores: , , , , , , , , , , , , ,

Meiga e doce, a atriz Sophie Charlotte apareceu no desfile da Vivaz em um tubinho cinza com bordados em pérolas e um oxford de saltinho. (foto: Gustavo Scatena/FOTOSITE)

O segundo dia de Minas Trend agitou a cidade de Belo Horizonte, capital de Minas Gerais. Ontem (7), quatro grifes mineiras e a paulista Herchcovitch;Alexandre apresentaram suas coleções de verão 2016 para imprensa e convidados. Na passarela, uma mistura de cores com ênfase nas neutras e looks que reuniam vestidos em comprimento midi, couro, pantalonas, chemises, calças cropped, maxi cardigans, longos e muitos acessórios. Quem passou por lá foram as atrizes globais Marina Ximenes, que assistiu o desfile da Madreperola, e Sophie Charlotte, convidada da grife Vivaz.

Vivaz apresentou sua luxuosa coleção de verão 2016 inspirada na singela jabuticaba. (fotos: Zé Takahashi/FOTOSITE)

Aliás, foi a Vivaz, da família Faria (Elisabeth, Camila e Isabela) que abriu o line up oficinal da 16ª edição do Minas Trend, na parte da manhã de ontem. No front line da marca, a top model Fernanda Tavares (esposa do ator Murilo Rosa) desfilou em dois looks que acentuaram a temática desta estação, que traz influência na jabuticaba, considerada a pérola negra brasileira.
Os shapes da coleção estão mais limpos e simples e as silhuetas em evasê com cintura marcada aparecem em todos os comprimentos. Nos longos, destaque para as barras com nesgas, remetendo as raízes das jabuticabeiras. Trazendo do universo masculino a pintura O Lavrador de Café, de Cândido Portinari, a grife apostou em t-shirts, pulls, perfectos (jaquelas de motoqueiros), joggings e bombers oversized (aquelas jaquetas de aviadores) que aparecem como sobreposições e ganham feminilidade com aplicações em plumas, rendas e pedrarias.
Os tecidos são bem leves e transparentes, com destaque para a organza, o georgete, o tule e as rendas. Ousando na estação, a Vivaz trouxe uma coleção mais neutra, quase monocromática, que passeia pelo branco, preto e o nude e que ganha realce do verde, azul turmalina e amarelo cítrico, comum aos papagaios, aves que se alimentam da jabuticaba e que também serviram de referência para a grife.


A Faven trouxe o tricô, mas também apostou em looks coloridos e estampados. (fotos: Zé Takahashi/FOTOSITE)

Na parte da noite, a Faven, das irmãs Nathalia e Sônia Pessoa invadiram a passarela com seus tradicionais, mas sempre exuberantes tricôs. Não é à toa que a grife conquistou o público por optar pelo tecido que a cada ano se reinventa nas mãos das estilistas. O desfile ainda acentuou as apostas da grife para a estação, que são as pantalonas, vestidos midi em cortes assimétricos, maxi cardigans, decotes de um ombro só, franjas e calças cropped. A inspiração para a coleção veio das décadas de 1970 e 1980, em especial, a cantora Joni Mitchell.


Madreperola apostou em cores neutras, tecidos telados e casacos. (fotos: Zé Takahashi/FOTOSITE)

Estreando no line up oficial do Minas Trend, a Madreperola, que já atua no mercado da moda há mais de 30 anos, veio com uma coleção que apresenta a mulher contemporânea. Inspirada no processo de criação do artista, Ângela Languardia brincou com tecidos telados e dos leves, como gazer e crepe de seda, abusou dos vestidos alongados e confortáveis com toques geométricos e de sobreposições que enriqueceram a concepção minimalista da marca. Casacos e blazers também foram ressaltados pela estilista que optou pela utilização de cores neutras, como o branco, preto e leves acentuações em laranja.


Alexandre Herchcovitch apresentou o prêt-à-porter de sua coleção de verão. (fotos: Zé Takahashi/FOTOSITE)

A quinta grife a apresentar sua coleção foi a Herchcovicth;Alexandre. Aliás, ele trouxe para BH parte de sua coleção de verão. A linha mais conceitual será apresentada no São Paulo Fashion Week, que acontecerá na semana que vem. Na capital mineira, o estilista paulistano mostrou que pretende mesmo conquistar tanto o público mais conceitual da moda quanto o comercial. No Minas Trend, ele trouxe sua linha mais comercial com destaque para roupas femininas e masculinas. O que se pode perceber foi a utilização do xadrez, vestidos curtos ou longos, acinturados e alongados, shorts leves e chemises. Na sessão masculina, destaque para os ternos oversized que compunham o look em combinação com os tênis. Aliás, os acessórios da linha Herchcovitch também chamaram bastante atenção pelo teor arrebatador, como as sandálias plataformas em amarrações de fita e as maxi bolsas.


Patricia Motta trouxe alegria e o sonho de toda menina em ser princesa. Looks apresentam inspiração nas mulheres do Oriente. (fotos: Zé Takahashi/FOTOSITE)

A última a apresentar sua coleção, foi a estilista mineira Patrícia Motta. A marca trouxe a passarela inspiração nas princesas e nas mulheres do oriente médio. Destaque para os vestidos drapeados, saias compridas, ponchos e kaftans que vieram em tons mais pasteis, como o rosa antigo, azul bebê e beje misturados a tons mais preciosos como a ametista, esmeralda e coral.
Todo o desfile foi acompanhado de música ao vivo. Antes das modelos desfilarem, a cantora Lu Alone interpretou a canção Aos Olhos do Pai, da pastora Ana Paula Valadão, líder do Ministério de Louvor Diante do Trono, que é de Minas Gerais. Aliás, ela foi uma das convidadas da estilista e que estavam no front row da marca, acompanhada do marido, o pastor Gustavo Bessa. O que diferenciou o desfile da Patricia Motta em relação aos demais foi a alegria. Esse foi o tema principal da coleção e o que se viu foram modelos que puderam se despojar de toda a rigidez e passearam pela passarela sorrindo, dançando e pulando, algo que não é muito comum no mundo da moda. Todas as modelos utilizavam tiaras que lembravam as coroas das princesas, mas também estavam descalças. A ideia é que através da moda cada menina se transforme em princesa e que seus sonhos se tornem realidade, mas sem esquecer a simplicidade e liberdade. Lu Alone interpretou uma canção brejeira feita exclusivamente para o momento do desfile, acompanhada de violão e cajon. O desfile foi o mais aplaudido até o momento nesta edição do Minas Trend.

Italo Stauffenberg*
Jornalista convidado pelo evento.
Mais informações sobre a 16ª edição do Minas Trend você pode encontrar no jornal O Estado do Maranhão. 

0 comentários:

 

2011 por Natalia Araújo 2013 por Allan Penteado. Exclusivamente para o blog Manuscrito. Cópia parcial ou integral é totalmente proibida.