"Empires", novo álbum do Hillsong United, consolida mudança do grupo para música eletrônica sem deixar o estilo worship

Posted by Italo Stauffenberg Marcadores: , , , , , , , , ,



Depois do sucesso absurdo de “Zion” (2013), que vendeu mais de 400 mil de cópias pelo mundo, o Hillsong United lançou em 26 de maio deste ano o sucessor “Empires”, que já chegou bastante enigmático. O novo disco traz 12 faixas inéditas compostas por Joel Houston, Matt Crocker e Jad Gilles. Taya Smith, que fez uma participação tímida no “Zion” que chamou muita, mas muita atenção por solar a música mais bem sucedida de toda a história do grupo, “Oceans – Where Feet My Fail”, mostra que é a aposta do United para dar continuidade no sucesso do disco anterior. Em “Empires”, ela canta quatro canções e faz um duo com Joel Houston em "Closer Than You Know".
Segundo Joel Houston, líder da banda, “Empires” é a história de dois mundos. “Nossa oração e desejo foi de simplesmente criar o projeto mais honesto que podíamos fazer… canções que precisam ser primeiro ouvidas para depois, com o sopro de Deus, proclamar as boas novas de Jesus e sua graça na dicotomia e tensão deste mundo quebrantado e frágil, e a firme e misteriosa realidade do Reino que não podemos ver, mas que, sem dúvidas, está aqui”, disse.
O design gráfico do disco abusa do preto e branco. Segundo Joel Houston, a intenção é despertar no público seu próprio conceito. Afinal, é branco no preto ou preto no branco? a palavra UNITED também é invertida. O lançamento do disco foi anunciado do espaço. Muita loucura, não é? O cantor Justin Bieber, que está frequentando a Hillsong Church, em Nova Iorque,  e o jogador David Luiz já fizeram propaganda do disco nas redes sociais. Nas paradas da Billboard, o disco já configura entre um dos mais ouvidos. 
Dando continuidade ao disco antecessor, “Empires” é bem eletrônico, mas se difere por não conter tantas músicas alegres ou explosivas (de júbilo, como se diz nas igrejas). A maioria das canções são bem intimistas, falam de adoração e carregam letras profundas.  
Segundo informações da CanZion Brasil, distribuidora do material da Hillsong no país, o disco já está sendo comercializado em formato físico. As versões digitais podem ser encontradas no iTunes (R$ 36) ou Google Play (R$ 20,99).Somente para audição, o disco está disponível no Spotify. 
Recentemente, o Hillsong United ganhou um prêmio no Billboard Music Awards na categoria  Melhor Artista Cristão (leia a cobertura do BBMA aqui). O grupo também foi premiado com cinco GMA Dove Awards em 2014, incluindo “Canção do Ano”, por “Oceans – Where Feet May Fail”. Ainda neste ano, o grupo lançará o documentário "Let Hope Rise", que recolhe os momentos mais importantes do United deste a sua formação.



Abaixo, segue a análise faixa por faixa de “Empires”.

Here Now (Madness) - (ouça)

Teus caminhos são mais altos
Teus pensamentos são mais selvagens
O amor veio como a loucura
Derramado no sangue - lavando o romance
Não faz sentido, mas esta é a graça
E eu sei que você está comigo neste lugar

A canção fala da presença de Deus. Ela é interpreta pelo Joel Houston. Jeremias 23: 23, 24 ensina justamente isso. “Porventura sou eu Deus de perto, diz o Senhor, e não também Deus de longe? Esconder-se-ia alguém em esconderijos, de modo que eu não o veja? diz o Senhor. Porventura não encho eu os céus e a terra? diz o Senhor”. Ou seja, onde quer que estejamos, o Senhor está ao nosso lado. A bíblia afirma que Ele é Onipotente, Onisciente e Onipresente. Por esta última qualificação percebemos que Ele está em todo o lugar.

Say the Word (ouça)

A segunda faixa do disco traz Taya Smith nos vocais. Ela fala do poder que a palavra de Deus tem para operar grandes feitos em tudo e todos. Hebreus 4: 12 diz que “a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais afiada que qualquer espada de dois gumes; ela penetra até o ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e julga os pensamentos e as intenções do coração. Aprendi que devemos declarar a palavra (de Deus) diariamente. Tomar posse, sabe? A letra dessa música retrata bem isso.

Diga a palavra e haverá luz
Diga a palavra e os ossos mortos se erguerão
Todo começo e fim são suspensos por Sua voz
Pois Tua palavra nunca retorna vazi
a”

Heart Like Heaven (ouça)

“Heart Like Heaven” é um dos carros-fortes de “Empires”. A música foi divulgada antes do lançamento oficial do disco e é interpretada por Jad Guilles. A canção fala que devemos depositar nosso coração nas coisas que são do céu.  Mateus 6: 21-23 diz: “Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam; mas ajuntai para vós outros tesouros no céu, onde traça nem ferrugem corrói, e onde ladrões não escavam, nem roubam; porque, onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração”. Nosso coração deve bater no céu.

Para Tu que é Digno
Salvador Jesus
Tu És digno
Rei para sempre
Ouça minha alma gritando de dentro pra fora
Cantando Santo é o Seu nome

Touch the Sky (ouça)

Assim como “Oceans”, que reinou absoluto no álbum “Zion”, a aposta da equipe do Hillsong United para “Empires” concentra-se totalmente em “Touch the Sky”. Tanto que a música foi escolhida como a de trabalho e foi a primeira a ser liberada antes do lançamento oficial do disco. Também assim como em “Oceans”, ela traz nos vocais Taya Smith. Dobradinha? O fato é que a música tem uma letra linda que fala sobre relacionamento com Deus. Ou seja, joelho no chão. Marcos 11: 24 diz que tudo que pedirmos ao Pai, em oração, se crermos receberemos. Essa canção traz um trecho lindo que diz que quando “eu toco os céus quando meus joelhos se dobram”. Pura realidade, não é verdade? Oração é intimidade com Deus. Oração é nosso contato com o Reino dos Céus. E essa ligação entre “dois mundos” é o mote principal de todo o álbum “Empires”.

Encontrei minha vida quando me prostrei
Eu toco os céus quando meus joelhos se dobram

Street Called Mercy (ouça)

Cansado de uma interminável caminhada
Não conhecendo qual caminho seguir
Eu caí numa rua chamada misericórdia
Eu fui encontrado em Ti
Jogando seus braços ao meu redor
Você me segurou como se eu fosse seu
Como se você estivesse lá, me esperando o tempo inteiro
Eu fui encontrado em Ti

A passagem de Lucas 15: 1-7 ensina que, estando Jesus com os discípulos, publicanos e pecadores, chegou os fariseus e questionaram a aproximação do tal Filho de Deus com aquele tipo de gente. Por parábola, Jesus advertiu que um pastor abandonou 99 ovelhas para ir atrás daquela que estava perdida. Ao encontrá-la, se alegrou e fez grande festa. Da mesma forma, disse Jesus, haverá alegria no céu por um pecador que se arrepende. “Street Called Mercy” fala justamente sobre arrependimento do pecado e acesso a salvação. A canção é interpretada por Joel Houston e Matt Crocker.

When I Lost My Heart to You (Hallelujah) - (ouça)

Solada por Joel Houston, “When I Lost My Heart to You”, é uma declaração de amor a Jesus. Para falar a verdade, não há prova de amor maior do que a que foi por Jesus a todos nós. O sacrifício na cruz não foi em vão. É por meio do sangue dele e de sua graça que temos a acesso a salvação. Um trecho da canção me chama bastante atenção. Ele diz: “Eu encontrei o amor quando perdi meu coração para Ti”. Lindo, não é verdade?

Amor
Trocando coroas para vestir minha vergonha
O trono do Príncipe pela
cruz que suportou meus espinhos
Oh, amor
Como ondas que quebram em infinita graça
Você não descansará
Até que tudo o que sou seja seu

Even When it Hurts (Praise Sonng) - (ouça)

Taya Smith sola uma das canções mais questionadas do álbum “Empires”. “Even When it Hurts” fala que, mesmo em meio a dor, não devemos desistir das promessas de Deus sobre nossas vidas. É resistência, resiliência e persistência, meu irmão. A palavra de Deus nos ensina em Gálatas 6: 9 para não nos cansarmos de fazer o bem, pois no tempo certo seremos recompensados, se não nos desanimarmos. Uma canção da pastora Ludmilla Ferber diz que em tempos de guerra não devemos parar de lutar. 2 Coríntios 4: 16, 17 ainda ressalta: “Por isso não desanimamos. Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia, pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão produzindo para nós uma glória eterna que pesa mais do que todos eles”. Logo, não temos motivo para tomar pânico. Jesus é por todos nós.

Mesmo quando a luta parece perdida, irei Te louvar
Mesmo quando dói como o inferno, irei Te louvar
Mesmo quando não faz sentido cantar
Senhor, então eu Te louvarei
Louvarei somente a Ti
”.

Prince of Peace (ouça)

Jesus é o Príncipe da Paz. Só por esta afirmação já podemos nos regozijar, pois no mundo em que vivemos a “paz” tem sido cada vez mais tirada de nós. Filipenses 4: 7 exorta que “a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o coração e a mente de vocês em Cristo Jesus. Sabe aquela canção “Say the Word”, que diz para tomarmos posse da palavra? Pois bem, tome posse dessa passagem bíblica também. Só em Cristo podemos encontrar a paz para todas as nossas aflições. Creia.

Tu és o meu Príncipe da Paz
E eu viverei minha vida por Ti
”.

Empires (ouça)

Quem sola a música tema do álbum é Jad Gilles. A canção personifica todo o ideal do disco que fala de dois mundos: o céu e o inferno/o natural e o sobrenatural. Agora, imagine você adentrando no Reino dos Céus, coroado e vestindo em glória?. É justamente essa mensagem que a música retrata. O tempo está próximo. A espera está terminando. Ele está voltando. Alegre-se.

Nós somos sombras e retratos
Impérios de luz e argila
Imagens de nosso Criador
Chamou pecadores como santos
”.

Rule (ouça)

A música mais agitada de todo o álbum é solada por Matt Crocker. Não podia ser diferente. Ou seria ele ou J.D. “Rule” fala de governo. O governo das trevas que caiu ante a presença de Jesus Cristo.

E nós devemos tudo a Jesus
Pecado e toda a vergonha excluídos
Morte e todas as cadeias derrotadas
E a luz que vemos é Jesus
E o nome que vemos é a liberdade
E o som que conhecemos
Não conhece o medo
Seu amor em meio à atmosfera
”.

Captain (ouça)

Jesus é a voz que acalma as nossas tempestades. Não há passagem bíblica melhor para representar isto do que a que encontramos em Marcos 4: 35–41. Mesmo com a incredulidade dos discípulos, Jesus acalmou a tempestade. Mesmo com as nossas incertezas, ele é o capitão da nossa embarcação para o céu. Dias ruins podem aparecer, mas sempre após uma tempestade há um lindo arco-íris para provar que a fidelidade do Senhor jamais será esquecida.

Jesus
Meu Capitão
Minha alma confia no Senhor
Toda a minha lealdade é sua por direito
”.

Closer Than You Know (ouça)

Uma das canções mais lindas de todo o CD encerra “Empires”. “Closer The You Know” é interpretada por Joel Houston e Taya Smith. A canção é como se fosse uma conversa entre nós e o Espírito Santo. Num primeiro momento, Ele fala que está perto de nós e zelando por nossas vidas mesmo que nossa fé seja pequena. Logo depois, o “eu” clama para que não seja abandonado. É nessa hora que Jesus explica todos os seus grandes feitos por nós. O sacrifício da Cruz não foi em vão.

Levante os vossos olhos e veja
O céu está mais perto do que você imagina
Levante sua voz e cante
Sei que meu amor não vai deixar você ir
Então, levante sua voz e cante
Sei que meu amor não vai deixar você ir
E a minha luz chegou seguramente
Certamente virá, certamente virá
E eu estou mais perto do que você imagina


Senhor, eu Te ouvi, eu sei que estás lá
Mais perto agora do que a minha pele e ossos ousaria
Respiras profundamente dentro de mim
Você está sempre comigo
Eu posso te ver onde os olhos não podem olhar fixamente
Mais brilhante agora do que o sol jamais se atreveu
Respirando tudo ao meu redor
Deus, eu sei que você está aqui comigo
”.

1 comentários:

  1. Naty Araújo

    Oi, Italo. Pois é. Uma hora ou outra eu apareceria no meu blog outra vez.
    Quero voltar, dessa vez só com resenhas mesmo.
    Gosto bastante dessa banda e não conhecia o novo álbum \o

 

2011 por Natalia Araújo 2013 por Allan Penteado. Exclusivamente para o blog Manuscrito. Cópia parcial ou integral é totalmente proibida.